Autonomia das mulheres agricultoras para desenvolvimento rural sustentável

Autores

  • Leila Moraes Alkmim Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Virgílio Jamir Gonçalves Mota Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Verônica Moraes Barbosa Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Vinícius Barbosa Martins Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Jenilson Ferreira Silva Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Resumo

O Programa de Extensão Rural - Abordagens Agroecológicas, desenvolvido pela UNIMONTES, vem promovendo ações de ensino, pesquisa e extensão voltadas para o fortalecimento da transição agroecológica no norte de Minas Gerais. Foram realizadas a fabricação de compostos orgânicos em duas comunidades rurais no município de Janaúba – MG. Agricultores familiares foram orientados por acadêmicos para fabricação e utilização do composto como alternativa para recuperação de áreas degradadas e fertilização do solo. As áreas agrícolas pertencem a grupos de mulheres que trabalham de forma coletiva e buscam viver a agroecologia. Práticas agrícolas que fortaleçam a autonomia das mulheres agricultoras são de extrema importância para o desenvolvimento rural sustentável.

Biografia do Autor

Leila Moraes Alkmim, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Graduação em Zootecnia com Mestrado em Nutrição e Alimentação Animal. Membro do Núcelo de Extensão Rural e Despertar Agroecológico - NERUDA da Universidade Estadual de Montes Claros. Atuação na política pública de Desenvolvimento Territorial no Norte de Minas Gerais.

Referências

CAPORAL, F. R.; COSTABEBER, J. S. Agroecologia: alguns conceitos e princípios. Brasília: MDA, SAF, DATER; IICA, 2004. 24 p.

Downloads

Publicado

2016-05-18

Edição

Seção

IX CBA-Agroecologia / Relatos de Experiências

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)