14891 - A sistematização de experiências agroecológicas como ferramenta de qualificação das ações de extensão rural em assentamentos no Rio Grande do Sul

Autores

  • Fernanda Queiroz MIranda Universidade Federal de Santa Maria
  • Alisson Vicente Zarnott Univdersidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

Programa de ATES, Agroecologia, Participação, Aprendizado

Resumo

O Programa de ATES no RS envolve 300 assentamentos com 11.300 famílias que são atendidas por 130 técnicos organizados em 20 equipes. A Agroecologia é um dos princípios do Programa de ATES. Visando qualificar as experiências agroecológicas desenvolvidas nos assentamentos, construir um momento de aprendizado para técnicos e famílias e tornar as experiências referências dentro e fora do Programa de ATES. Estão sendo sistematizadas 20 experiências, uma por equipe técnica. Para dar início ao processo foi realizada uma oficina com 50 técnicos que estão responsáveis perante o Programa por realizar a sistematização. Os primeiros resultados identificados são a qualificação metodológica das equipes técnicas e uma aprendizagem para técnicos e assentados que tem qualificado as experiências que estão sendo sistematizadas.

Biografia do Autor

Fernanda Queiroz MIranda, Universidade Federal de Santa Maria

Assessora Técnica Pedagógica do Programa de Ates- UFSM / INCRA. Mestre em Agroecossitemas - UFSC.

Alisson Vicente Zarnott, Univdersidade Federal de Santa Maria

Assessor Técnico Pedagógico do Programa de ATES - UFSM/INCRA. Doutorando em Entesão Rural - UFSM

Downloads

Publicado

2013-12-15

Edição

Seção

VIII CBA-Agroecologia / Relatos de Experiências

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)