14612 - Implantação de hortas em forma de mandala e pomares como multiplicadores de Agroecologia e Alimentação Saudável

Autores

  • José Tobias Marks Machado Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Jorge Atilio Benati Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Jeferson Tonin Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Evandro Pedro Schneider Universidade Federal da Fronteira Sul

Palavras-chave:

educação ambiental, soberania alimentar, interdisciplinaridade.

Resumo

Em uma conjuntura educacional focada na temática ambiental é necessário que se faça presente a discussão pertinente às questões ambientais e alimentares dentro das escolas, para que haja o fomento ao pensamento crítico e iniciativas coletivas benéficas e interdisciplinares que levem à internalização deste segmento no dia-a-dia escolar. A problemática envolvida se refere ao fato de que é de suma importância que se tenha não apenas o debate em sala de aula sobre tais assuntos, mas também que se oportunize a vivência prática da produção de sua própria merenda escolar, por exemplo. A experiência foi desenvolvida através da implantação de hortas em forma de mandala e pomares em base de produção ecológica em duas escolas públicas do município de Cerro Largo (Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr. Otto Flach – CIEP e Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre José Shardong). Tendo como objetivo, a utilização da horta como uma ferramenta utilizada no processo de aprendizado e formação do pensamento crítico, proporcionando assim aos estudantes das escolas envolvidas, o acesso à informação e ao conhecimento prático, visando à disseminação de práticas de base ecológica, tendo em mente a importância da questão ambiental na sua formação. Com isso, as escolas têm atuado como centros de disseminação de conhecimento, contemplando não só os estudantes, mas também os pais e produtores rurais do município, através de oficinas e espaços destinados promover a discussão sobre o tema ambiental e a soberania alimentar.

Biografia do Autor

José Tobias Marks Machado, Universidade Federal da Fronteira Sul

Estudante do 5º semestre de Agronomia com ênfase em Agroecologia da UFFS, campus Cerro Largo. Bolsista da pró-reitoria de Extensão e Cultura da UFFS. Participante do Grupo de Agroecologia Noroeste Missões (GANOM), bem como da gestão do DCE Renovação (UFFS - Campus Cerro Largo). Participa como estudante voluntário, em projeto de pesquisa em fitotecnia da cultura do morangueiro.

Jorge Atilio Benati, Universidade Federal da Fronteira Sul

Estudante do 5º semestre de Agronomia com ênfase em Agroecologia da UFFS, campus Cerro Largo. Estagiário da EMBRAPA Clima Temperado. Participante do Grupo de Agroecologia Noroeste Missões (GANOM), bem como da gestão do DCE Renovação (UFFS - Campus Cerro Largo). Participa como estudante bolsista em projeto pesquisa, em fitotecnia da cultura do morangueiro.

Jeferson Tonin, Universidade Federal da Fronteira Sul

Noroeste Missões (GANOM), bem como da gestão do DCE Renovação (UFFS - Campus Cerro Largo). Participa como estudante voluntário, em projeto de pesquisa em fitotecnia da cultura do morangueiro.

Evandro Pedro Schneider, Universidade Federal da Fronteira Sul

Possui Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Pelotas (2005), Mestrado em Agronomia (2009) e doutorado (2012). Atualmente é professor da Universidade Federal da Fronteira Sul, campus Cerro Largo, RS. Atuou como extensionista rural e agente de transferência de tecnologias da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Tem experiência em pesquisa e assistência técnica na área de fruticultura, produção integrada, agroecologia, agricultura familiar, desenvolvimento rural, uso de agrotóxicos e segurança alimentar.

Downloads

Publicado

2013-12-14

Edição

Seção

VIII CBA-Agroecologia / Relatos de Experiências

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>