14168 - Espaços de formação como ferramenta e estratégia para inclusão da agroecologia na universidade: iniciativas do grupo agroecológico IARA

Autores

  • Ana Carolina Silva da Costa Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Magda Franciane Nascimento Alexandre Universidade Federal do Pará
  • Mery Helen Cristine da Silva Moraes Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Josiele Pantoja de Andrade Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Ana Paula Freires de Sousa Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Vitor Hugo Dias Alexandrino Universidade Federal Rural da Amazônia

Palavras-chave:

educação, interdisciplinar, agroecologia, sociedade, participativo

Resumo

A educação no Ensino Superior está ligada as regras do modo de produção capitalista, confirmando o caráter difusionista do método de ensino. Por isto, o Grupo Agroecológico IARA viu a necessidade de construir um espaço de formação interdisciplinar para os estudantes da Universidade Federal Rural da Amazônia com intuito de discutir e contextualizar a agroecologia como contraponto ao atual modelo econômico, além do despertar de consciência para a necessidade de sensibilização, ação e reflexão para com as questões homem x natureza x sociedade. Com a evolução no processo de construção dos espaços o mesmo atingiu um caráter participativo, a partir do diálogo como canal de comunicação com ênfase no protagonismo dos sujeitos, suas percepções diferenciadas e a construção coletiva de conceitos estruturados. Concluímos que esta iniciativa expressou a agroecologia como um princípio educativo de formação e uma ferramenta transformadora, estratégica e revolucionária na instituição de ensino.

Biografia do Autor

Ana Carolina Silva da Costa, Universidade Federal Rural da Amazônia

Ana Carolina S.C. formou-se como Engenheira Agrônoma em 10 de Agosto de 2012 na Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). Tem experiência em realizar diagnóstico sócio-ambiental em comunidades rurais por meio de trabalhos participativos. É membro efetivo da Associação Agroecológica IARA onde desenvolve experiências exitosas em agroecologia e extensão rural. Atua em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Pará na difusão de tecnologias sociais e sustentáveis na região amazônica. Atualmente cursa Especialização em Extensão Rural, Sistemas Agrários e Ações de Desenvolvimento na Universidade Federal do Pará

Magda Franciane Nascimento Alexandre, Universidade Federal do Pará

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural da Amazônia (2011) e especialização em Extensão Rural, Sistemas Agrários e Ações de Desenvolvimento em andamento pela Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Agronomia e Agroecologia, com ênfase em Extensão Rural e Educação no Campo. Participou na área da extensão rural no Assentamento Benedito Alves Bandeira através da redução de perdas pós-colheita, de 14 de agosto de 2009 à 14 de agosto de 2010. Participou como bolsista do projeto leite de cabra de agosto de 2010 à agosto de 2011. Membro efetivo do Grupo Agroecológico IARA desde maio de 2007 dando continuidade à esta atividade atualmente.

Mery Helen Cristine da Silva Moraes, Universidade Federal Rural da Amazônia

Possui o título de Bacharelado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal Rural da Amazônia (2012) e especialização em Extensão Rural, Sistemas Agrários e Ações de Desenvolvimento pela Universidade Federal do Pará. Realizou estágio não obrigatório com vistas a complementar a formação educacional e preparação ao trabalho produtivo, com efetiva atuação nas atividades pertinentes à área da agricultura familiar junto ao Órgão/Departamento/Setor: Tipitamba na Embrapa Amazônia Oriental e, participa, como Vice-Coordenadora de Tecnologias Sociais na Associação Agroecológica IARA.

Josiele Pantoja de Andrade, Universidade Federal Rural da Amazônia

Discente do curso de Agronomia da Universidade Fedaral Rural da Amazônia (UFRA). Tem experiência na área de Agronomia, Agroecologia e Sociologia Rural, com ênfase em Extensão Rural. Participou como bolsita do projeto vinculado a Embrapa Amazônia Oriental, setor Tipitamba, “Percepção pública da ciência e tecnologia e impacto social da agricultura sem queima para recuperação de áreas degradadas na Amazônia, em comunidades rurais no nordeste paraense, de 2010 a 2012. Atualmente é bolsista do Programa de Bolsas de Iniciação Científica- Pibic/CNPq- Embrapa Amazônia Oriental, participante do projeto de pesquisa Manejo da capoeira na agricultura da Amazônia sem o uso do fogo, especificamente trabalhando o tema “Avaliação do capital social e sua Importância para o projeto Tipitamba/Embrapa Amazônia Oriental: estudo de caso em comunidades do nordeste paraense

Ana Paula Freires de Sousa, Universidade Federal Rural da Amazônia

Discente do curso de Zootecnia na Universidade Federal Rural da Amazônia. Participou de projetos de extensão universitária e do PAIS (Produção Agroecológica Integrada Sustentável). Membro colaborador doGrupo Agroecológico IARA.

Vitor Hugo Dias Alexandrino, Universidade Federal Rural da Amazônia

Professor de Biologia e Ciências Naturais, formado no ano de 2012 pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Pará - IFPA. Atualmente cursa a graduação em Engenharia Floresta, pela Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA. Possui afinidades com temas voltados para a Educação Ambiental e para as Questões que envolvam o campo a produção rural.

Downloads

Publicado

2013-12-08

Edição

Seção

VIII CBA-Agroecologia / Relatos de Experiências

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)