14036 - Uso de extratos de plantas aromáticas no desenvolvimento de plântulas de hortaliças

Autores

  • Mariane Carvalho Vidal Embrapa Hortaliças
  • Tiago dos Santos Pereira Estudante Universidade de Brasília

Palavras-chave:

tomate, alface, rúcula, pimenta

Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar se existe efeito positivo ou negativo de extratos aquosos de plantas aromáticas no desenvolvimento inicial de plântulas de rúcula, tomate, pimenta e alface em condições de laboratório. Foram utilizados extratos nas concentrações de 1 e 5% (p/v) das espécies aromáticas: Mentha x villosa, Lippia sidoides, Cymbopogon citratus e Mentha spp. Esses extratos foram obtidos a partir de extração por infusão (quente) e frio. Houve influência dos extratos das aromáticas sobre as hortaliças. Em alface todos os extratos inibiram o desenvolvimento das plântulas comparado ao controle. M. x villosa foi a que apresentou maior efeito negativo na pimenta. Para tomate e rúcula embora tenha havido diferença significativa para o tomate, não foi possível identificar nenhum efeito negativo ou positivo entre os tratamentos.

Biografia do Autor

Mariane Carvalho Vidal, Embrapa Hortaliças

Pesquisadora Agroecologia e Produção Orgânica de Hortaliças

Tiago dos Santos Pereira, Estudante Universidade de Brasília

Agronomia

Downloads

Publicado

2013-12-18

Edição

Seção

VIII CBA-Agroecologia - Manejo de Agroecossistemas Sustentáveis/Produção Vegetal

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)