13831 - Mercados institucionais: promovendo a construção de parcerias ou estimulando a concorrência na agricultura familiar?

Autores

  • Cláudio Becker Núcleo de Pesquisa e Extensão em Agroecologia e Políticas Públicas para a Agricultura Familiar
  • Shirley Grazieli Nascimento Altemburg SPAF-UFPel
  • Fernanda Novo da Silva SPAF-UFPel
  • Luis Henrique Dal Molin FAEM-UFPel
  • Flávio Sacco dos Anjos DCSA-FAEM-UFPel

Palavras-chave:

Políticas públicas, agricultura familiar, construção social dos mercados, cooperação.

Resumo

Nosso artigo se propõe a problematizar o acesso dos agricultores familiares aos mercados institucionais. Na aproximação realizada junto à realidade concreta constatou-se um aspecto paradoxal no funcionamento dos programas. Assim, se de um lado, as aquisições públicas de alimentos da agricultura familiar, representam um importante avanço do ponto de vista da organização dos produtores e da promoção da agricultura de base ecológica, por outro lado, há indícios de que fomentar a concorrência entre organizações, prevalecendo uma lógica essencialmente econômica. O estudo assenta-se em informações secundárias e na realização de 19 entrevistas em profundidade com atores sociais envolvidos nos programas avaliados. Os principais resultados apontam para a prevalência do cenário de “disputas por espaço” na agricultura familiar, raramente exprimindo um contexto favorável ao estabelecimento de parcerias, tampouco a priorização de alimentos orgânicos para estes mercados socialmente construídos.

Downloads

Publicado

2013-12-27

Edição

Seção

VIII CBA-Agroecologia - Desenvolvimento Rural/Economia rural, socioeconomia e políticas públicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)