13761 - Caracterização de quintais agroflorestais desenvolvidos por agricultores familiares do município de Alenquer, Pará.

Autores

  • Breno Pinto Rayol Universidade Federal do Oeste do Pará
  • Fabrízia de Oliveira Alvino-Rayol
  • Maria da Conceição Pereira da Silva

Palavras-chave:

Agrossilvicultura, Agroecologia, Amazônia

Resumo

Os quintais agroflorestais contribuem para a melhoria do microclima local, a qualidade de vida das populações e na manutenção de produtos diversos para o consumo familiar, além de gerar excedentes comercializáveis. Nesta perspectiva, o presente estudo propôs avaliar os quintais agroflorestais em áreas de agricultores familiares do município de Alenquer, no oeste paraense, bem como identificar as espécies que compõem esses sistemas. A partir de entrevistas semiestruturadas e observação direta foram levantadas as espécies de maior interesse dos agricultores familiares, práticas desenvolvidas pelos agricultores e importância para a manutenção da família. A composição florística dos quintais é principalmente de espécies frutíferas. Banana, coco, goiaba e laranja foram as espécies cultivadas mais frequentes nos quintais agroflorestais desenvolvidos por produtores familiares de Alenquer. Os SAF são manejados na sua maioria de forma tradicional.

Biografia do Autor

Breno Pinto Rayol, Universidade Federal do Oeste do Pará

Possui graduação em Engenharia Florestal pela Universidade Federal Rural da Amazônia (2003) e mestrado em Botânica Tropical pela Universidade Federal Rural da Amazônia e Museu Paraense Emílio Goeldi (2006). Atualmente é Professor da Universidade Federal do Oeste do Pará. Tem experiência em Ecologia Aplicada à Agrocossistemas, atuando principalmente nos seguintes temas:florística e manejo de vegetação secundária e de sistemas agroflorestais.

Downloads

Publicado

2013-12-22

Edição

Seção

VIII CBA-Agroecologia - Manejo de Agroecossistemas Sustentáveis/Transição Agroecológica

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)