11880 - Produção do tomateiro ‘Floradade’ cultivado sob quatro densidades de plantio no período primavera-verão em sistema de produção de base ecológica

Autores

  • Denise de Souza Martins Universidade Federal de Pelotas
  • Maristela Watthier Universidade Federal de Pelotas
  • Diego Rosa da Silva Universidade Federal de Pelotas
  • Roberta Marins Nogueira Peil Universidade Federal de Pelotas
  • José Ernani Schwengber EMBRAPA Clima Temperado
  • Ryan Noremberg Schubert EMBRAPA Clima Temperado

Palavras-chave:

Lycopersicon esculentum, manejo ecológico, população de plantas

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar a produção do tomateiro ‘Floradade’ sob quatro densidades de plantio em sistema de produção de base ecológica. O experimento foi realizado na Estação Experimental Cascata, Embrapa Clima Temperado, Pelotas, RS. O fator experimental estudado foi densidade de plantio em quatro níveis, 2,0; 2,5; 3,0 e 3,6 plantas m-2. O delineamento experimental adotado foi o de blocos completos casualizados. Após cada colheita, os frutos foram pesados e classificados. Ao final do período experimental, foi determinada a produção por planta, o número e a massa média de frutos. Os resultados obtidos mostram que as densidades de plantio de 3,0 e 3,6 plantas m-2 provocaram uma redução do número de frutos por planta. No intervalo entre 2,0 e 3,6 plantas m-2, o aumento da densidade de plantio não proporciona maior produtividade, sendo assim, as densidades de 2,0 e 2,5 plantas m-2 apresentam-se mais adequadas para o cultivo do tomateiro ‘Floradade’ em sistema de base ecológica, por facilitar os tratos culturais e proporcionar melhor ventilação, o que pode contribuir para a redução da ocorrência de doenças.

Biografia do Autor

Denise de Souza Martins, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Pelotas (2008) e mestrado em Ciências pela Universidade Federal de Pelotas (2010), no Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar (PPGSPAF), com dissertação na área de produção de base ecológica de morangueiro. Atualmente é discente de doutorado no PPGSPAF com tese voltada ao manejo fitotécnico do tomateiro em cultivo de base ecológica. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitotecnia, Agroecologia (sistemas de produção de base ecológica) e Olericultura.

Maristela Watthier, Universidade Federal de Pelotas

Atualmente cursa Engenharia Agronômica na Universidade Federal de Pelotas, sendo estagiária da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Clima Temperado. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Agroecologia.

Diego Rosa da Silva, Universidade Federal de Pelotas

Atualmente cursa Engenharia Agronômica na Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Agroecologia.

Roberta Marins Nogueira Peil, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Pelotas (1986), mestrado em Agronomia/ Produção Vegetal pela Universidade Federal de Pelotas (1992) e doutorado em Agronomia/Agriculturas Intensivas y Cultivos Protegidos - Universidad de Almería (2000). Atualmente é professor Associado II do Departamento de Fitotecnia da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel/ Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área de Olericultura, com ênfase em cultivos protegidos, atuando principalmente nos seguintes temas: sistemas de produção, ecofisiologia da produção, cultivos sem solo e enxertia. É professora das disciplinas obrigatórias de Horticultura Geral e Sistemas de Produção em Olericultura para o curso de graduação em Agronomia e das disciplinas de Produção de Hortaliças, Ecofisiologia da Produção de Hortaliças em Ambiente Protegido e Cultivos sem solo para o Programa de Pós-graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar.

José Ernani Schwengber, EMBRAPA Clima Temperado

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Pelotas (1991), mestrado em Agronomia pela Universidade Federal de Pelotas (1995) e doutorado em Agronomia pela Universidade Federal de Pelotas (2001). Atualmente é pesquisador III da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitotecnia, tendo atuado como Professor da Universidade Federal de Pelotas e como extensionista da Emater/RS. Atua principalmente com pesquisa em Agroecologia (sistemas de produção de base ecológica) e Horticultura.

Ryan Noremberg Schubert, EMBRAPA Clima Temperado

Biólogo Licenciado, formado pela Universidade Federal de Pelotas. Foi estagiário colaborador no Departamento de Microbiologia, com ênfase em Micologia, pela mesma Instituição. Também foi estagiário colaborador no Departamento de Zootecnia, no setor de Produção Animal, Grupo NEMA PEL, na Faculdade de Agronomia da mesma Instituição, desenvolvendo atividades na área ambiental, com ênfase em tecnologias de degradação e estabilização de resíduos orgânicos oriundos de diversos sistemas de produção, onde foi bolsita PROEXT 2009/2010 no Projeto Educacional: Reutilização dos resíduos orgânicos e promoção da alimentação saudável nas comunidades do entorno do Campus Porto Pelotas/RS, sob orientação da Profª. Drª. Tânia Beatriz Gamboa Araújo Morselli. Atualmente é bolsista DTI-C/CNPq, na Embrapa Clima Temperado, EEC (Estação Experimental Cascata), no projeto: Tecnologias para o desenvolvimento sustentável de sistemas de produção de hortaliças, sob orientação do Pesquisador Dr. José Ernani Schwengber.

Downloads

Publicado

2011-12-26

Edição

Seção

VII CBA - 1. Conhecimento, tecnologias sustentáveis e políticas públicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>