11299 - Resultados da introdução da atividade apícola no processo de transição agroecológica no Assentamento Santa Rita, em Jataí - GO

Autores

  • Mariana Crepaldi de Paula Núcleo de Estudos, Pesquisa e Estensão em Agricultura Familiar, Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí
  • Dinalva Donizete Ribeiro Núcleo de Estudos, Pesquisa e Estensão em Agricultura Familiar, Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí
  • Roberto Oliveira Souza Núcleo de Estudos, Pesquisa e Estensão em Agricultura Familiar, Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí

Palavras-chave:

Apicultura, gênero, agroecologia, assentamento rural, agricultura familiar

Resumo

Leitura agroecológica dos resultados da implantação da apicultura no Assentamento Santa Rita, no município de Jataí-GO. Considerou-se impactos ambientais, sociais, na saúde psicológica, na renda e na qualidade de vida das famílias que iniciaram o processo de transição agroecológica pela apicultura. A iniciativa foi exclusivamente feminina e, ainda hoje, as mulheres são as mais envolvidas no processo. Os resultados indicam melhoria na saúde, na qualidade de vida, no ambiente e na vida associativa, com uma ressalva envolvendo a possibilidade futura de competição com as abelhas nativas e os possíveis impactos na polinização de culturas e flora nativas.

Biografia do Autor

Mariana Crepaldi de Paula, Núcleo de Estudos, Pesquisa e Estensão em Agricultura Familiar, Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí

Bolsista PRODOC da Universidade Federal de Goiás, campus Jataí. Membro do Projeto Pesquisas e Experimentações Agroecológicas para Diversificação Produtiva e Segurança Alimentar em Áreas de Cerrado. Graduação em Engenharia Florestal pela Universidade de São Paulo (1998), DEA Sociétés Aménagement et Développement Local pela UPPA (2002), doutorado em Géographie et Aménagement pela UPPA (2008)

Dinalva Donizete Ribeiro, Núcleo de Estudos, Pesquisa e Estensão em Agricultura Familiar, Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí

Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (1999), Mestrado em Geografia, com área de concentração em Desenvolvimento Regional e Planejamento Ambiental, pela UNESP/ Presidente Prudente (2002) e Doutorado em Geografia, com área de concentração em Ordenamento Territorial a Ambiental, pela Universidade Federal Fluminense (2005). Atualmente é professora Adjunto IV da Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí; Membro Fundadora e Coordenadora do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Agricultura Familiar da UFG e membro da Rede Goiana de Pesquisa em Agroecologia (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás - FAPEGO), Professora permanente do Programa de Mestrado em Geografia do Campus Jataí da Universidade Federal de Goiás, na linha de Pesquisa: Organização e gestão do espaço rural e urbano do cerrado brasileiro. Com atuação e interesse em Geografia Agrária, principalmente nos seguintes temas: Questão Agrária, Produção camponesa e campesinato, Povos Cerradeiros, Assentamentos Rurais, Ações e Metodologias Participativas (aplicadas ao Rural), Agroecologia, Sementes Crioulas e Desenvolvimento Rural

Roberto Oliveira Souza, Núcleo de Estudos, Pesquisa e Estensão em Agricultura Familiar, Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí

Possui graduação em Biologia pela Universidade de Rio Verde (2008). Tem experiência em controle de processos microbiológicos com ênfase em água e alimentos. Experiência em Controle Biológico, atuando pela empresa Ecolab Química Ltda como Supervisor da Região Centro Oeste.

Downloads

Publicado

2011-11-09

Edição

Seção

VII CBA - 5. Mulheres e Agroecologia

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>