11103 - Ocorrência de doenças em hortaliças cultivadas comunitáriamente em sistema orgânico e SAT em Sete Lagoas-MG

Autores

  • Leila de Castro Louback Ferraz Universidade Federal de São João del-Rei

Palavras-chave:

Hortaliças, Doenças de plantas, Cultivo orgânico, Sistema SAT

Resumo

Foi realizado em agosto de 2011, um levantamento de doenças mais frequentes em hortaliças cultivadas nos sistemas de produção orgânico e SAT (sem agrotóxico) em duas hortas comunitárias (JK e Vapabuçu), no município de Sete Lagoas (MG). Das espécies vegetais estudadas (alface, cebolinha, pimentão e tomate), observou-se maior incidência de míldio em alface e requeima e septoriose em tomate, independente do sistema de cultivo. Observou-se também que na horta de Vababuçu estas doenças foram mais prevalentes, principalmente no sistema SAT. De um modo em geral, quando comparadas as doenças dentro de uma mesma cultura, estas tiveram maior incidência no sistema de produção SAT do que no sistema de produção orgânico. Ressalta-se que, como estes produtores conduziram as culturas com manejo bem diversificado dentro dos dois sistemas de produção, estudos mais detalhados em cultivo experimental em condições controladas carecem de ser realizados, para melhor detalhar estes efeitos observados.

Biografia do Autor

Leila de Castro Louback Ferraz, Universidade Federal de São João del-Rei

Agronomia - Area Fitopatologia

Downloads

Publicado

2011-11-20

Edição

Seção

VII CBA - 1. Conhecimento, tecnologias sustentáveis e políticas públicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)