11099 - Caracterização do sistema agroflorestal implementado no Projeto de Assentamento Pirituba II, Itapeva-SP.

Autores

  • Jonas Pereira Silva UFSCar
  • Paulo Rogério Lopes Esalq/Usp
  • Fernando Silveira Franco UFSCar - Campus Sorocaba

Palavras-chave:

diversificação, transição agroecológica, geração de renda, segurança alimentar.

Resumo

A presente pesquisa teve como objetivo realizar a caracterização do modelo de sistema agroflorestal adotado pelo agricultor. Realizou-se levantamento de diversidade florística, produtividade e rentabilidade econômica por meio da coleta de dados quantitativos por meio de metodologias propostas pelo DRP (Diagnóstico Rural Participativo), utilizada na implementação do sistema. O sistema agroflorestal foi implantado em uma área de 0,6 ha, em fevereiro de 2006, em uma unidade produtiva do Projeto de Assentamento Pirituba II, Itapeva/SP. Atualmente existem mais de 100 espécies no sistema agroflorestal, com as respectivas funções: adubação verde, madeireira, frutíferas, medicinal, apícola, produção de sementes, tubérculos, raízes e caule. A diversidade de espécies torna a unidade auto-sustentável, garantindo a produção de alimentos necessários para o consumo familiar e geração de renda e tem se mostrado uma alternativa ao modelo produtivo adotado pela região.

Biografia do Autor

Jonas Pereira Silva, UFSCar

Graduando em Agronomia com Enfase em Agroecologia e Sistemas Rurais Sustentáveis

Paulo Rogério Lopes, Esalq/Usp

Doutorando em Ecologia Aplicada - Esalq/Usp

Fernando Silveira Franco, UFSCar - Campus Sorocaba

Docente UFSCar - Campus Sorocaba

Downloads

Publicado

2011-11-19

Edição

Seção

VII CBA - 4. Agroecologia e os Biomas brasileiros

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>