10667 - Avaliação de cultivares de morango para produção orgânica no oeste de Santa Catarina

Autores

  • Eduardo Cesar Brugnara Epagri – Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar. Chapecó, SC.
  • Mauro Porto Colli Sociedade Porvir Científico – Colégio Agrícola La Salle. Xanxerê, SC.
  • Ricardo Nesello Universidade do Oeste de Santa Catarina. Xanxerê, SC.
  • Luiz Augusto Ferreira Verona Epagri – Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar. Chapecó, SC.
  • José Ernani Schwengber Embrapa Clima Temperado. Pelotas, RS.
  • Luis Eduardo Corrêa Antunes Embrapa Clima Temperado. Pelotas, RS.

Palavras-chave:

Fragaria x ananassa, praga, doença, rendimento

Resumo

Com o objetivo de avaliar cultivares de morango para produção orgânica no oeste de Santa Catarina, foram executadas duas competições de cultivares: de dias curtos (‘Camarosa’, ‘Camino Real’ e ‘Festival’) e de dias neutros (‘Albion’, ‘Aromas’, ‘Diamante’ e ‘Portola’). O sistema de produção envolveu manejo orgânico em cultivo protegido por túneis baixos e mulching de acículas de Pinus sp. Foram avaliados o rendimento total (RT), o rendimento de frutas comercializáveis (RFC), a massa média das frutas comercializáveis (MMFC) e a proporção de frutas com danos de pragas (PFP) e doenças (PFD). O RT e o RFC da cultivar Camarosa foi significativamente superior ao da ‘Festival’ e da ‘Camino Real’. ‘Portola’ apresentou maior RT e RFC que as demais cultivares de dias neutros. Com relação à MMFC, ‘Festival’ produziu frutas menores que ‘Camarosa’ e ‘Camino Real’, enquanto ‘Diamante’ superou ‘Aromas’. A PFP foi inferior a 3,5% e não diferiu entre tratamentos. ‘Camarosa’ superou ‘Festival’ em PFD. Com relação às variáveis analisadas destacam-se as cultivares ‘Camarosa’ e ‘Portola’ para produção orgânica.

Downloads

Publicado

2011-11-04

Edição

Seção

VII CBA - 1. Conhecimento, tecnologias sustentáveis e políticas públicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>