101-Qualidade nutricional da silagem de milho com dois tempos de abertura dos silos

Autores

  • Tatiane Fernandes UNIOESTE/PR
  • João Ricardo Pompermaier Ramella UNIOESTE/PR
  • Deise Dalazen Castagnara UNIOESTE, PR
  • Francieli Batista Silva UNIOESTE, PR
  • Elisângela Neuhaus UNIOESTE, PR
  • Daiane Damasceno
  • Suzana de Almeida
  • Luiz Neri Berté UNIOESTE, PR

Palavras-chave:

Zea mays L., suplementação, bromatologia, fermentação

Resumo

Objetivando avaliar a influência da abertura de silo sobre a qualidade da silagem, foi conduzido um experimento a campo na fazenda experimental da Universidade Estadual do Oeste, em Marechal Cândido Rondon, PR. O híbrido de milho AG 30A91 foi semeado em setembro de 2008, iniciando o processo de ensilagem aos 100 dias pós semeadura através da colheita e posterior compactação, e fechamento dos silos. Foram retiradas amostras em vários pontos do silo á 50 cm de profundidade, e submetidas á secagem em estufa e análises laboratoriais para obtenção dos teores de NT, PB, FDA, FDN e hemicelulose. O delineamento estatístico foi inteiramente casualizado com 6 repetições em dois períodos de amostragem, aos 7 e aos 35 dias após os silos fechados. Houve efeito sobre todas as características estudadas (P<0,05), exceto na matéria mineral. Os teores de N total, PB, FDA, FDN e hemicelulose foram superiores na silagem aos 7 dias em relação à silagem com de 35 dias de fermentação.

Downloads

Publicado

2011-06-16

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3