037-Crescimento de forrageiras de inverno sobressemeadas a lanço em pastagem de Brachiaria brizantha

Autores

  • Loreno Egídio Taffarel UNIOESTE, PR
  • Deise Dalazen Castagnara UNIOESTE
  • Francieli Batista Silva UNIOESTE
  • Ricardo Dry UNIOESTE
  • Tatiane Fernandes UNIOESTE
  • Daiane Damasceno UNIOESTE
  • Marcela Abbado Neres UNIOESTE

Palavras-chave:

densidade de plantas, altura de plantas, consorciação de pastagens

Resumo

O experimento teve como objetivo estudar a viabilidade de sobressemeadura a lanço e sem incorporação de forrageiras de inverno sobre pastagem de Brachiaria brizantha. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com seis tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram: (1) Brachiaria brizantha sem sobressemeadura e, sobressemeada com (2) aveia preta; (3) azevém; (4) ervilhaca peluda; (5) aveia IPR 126; (6) ervilhaca e aveia IPR 126. Os tratamentos não inferferiram sobre a altura de plantas da Brachiaria brizantha (P>0,05). A densidade de plantas do azevém foi maior significativamente (P<0,01) da aveia preta e ervilhaca, porém este não diferiu da sobressemeadura da aveia IPR 126. Houve diferenças para a altura das aveias em relação ao azevém, o que indica maior tolerância das aveias à estiagem. Não houve significância para o número de perfilhos por planta. Os resultados obtidos sugerem que a sobressemeadura de forrageiras de inverno em pastagens tropicais pode ser uma alternativa promissora para a otimização das áreas de pastagens, porém são necessários novos estudos sob condições climáticas diferenciadas para confirmação dos resultados.

Downloads

Publicado

2011-06-16

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>