Utilização de práticas agroecológicas na construção de projetos sustentáveis para a reforma agrária: um estudo de caso no assentamento Sepé Tiaraju – SP.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Henderson Gonçalves Nobre Tatiane de Jesus Marques Souza Alexandre da Costa Junqueira Luiz Octávio Ramos-Filho João Carlos Canuto

Resumo

O assentamento Sepé Tiaraju, situado na região canavieira de Ribeirão Preto (SP), constitui-se o primeiro na modalidade PDS (Projeto de Desenvolvimento Sustentável) no Estado de São Paulo e tem a agroecologia como centro da matriz tecnológica. Dentro desta proposta, o uso de Sistemas Agroflorestais (SAFs) vem constituindo-se como uma alternativa de estímulo econômico à recuperação florestal e incorporação do componente arbóreo nos sistemas produtivos dos agricultores. Este trabalho visa levantar experiências de SAFs executadas pelos assentados em seus lotes e de como as práticas agroecológicas desenvolvidas pelos mesmos vêm contribuindo para a construção de um novo modelo de assentamento. A pesquisa, realizada por intermédio de técnicas de diagnóstico rural participativo, abrangeu um conjunto de 32 famílias. Observou-se que com a elevação da diversificação dos cultivos nos SAFs os assentados aumentaram a estabilidade de seus agroecossistemas, resultando na menor dependência de insumos externos. Também constatou-se que estágios mais avançados da transição agroecológica estão sendo alcançados por assentados que fazem uso de SAFs.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
NOBRE, Henderson Gonçalves et al. Utilização de práticas agroecológicas na construção de projetos sustentáveis para a reforma agrária: um estudo de caso no assentamento Sepé Tiaraju – SP.. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 7, n. 1, mar. 2012. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/9963>. Acesso em: 19 nov. 2018.
Palavras-chave
Agroecologia, Sustentabilidade; Reforma Agrária; Sistemas Agroflorestais
Seção
Artigos