Atividade de bioterápicos para o tratamento de mastite subclínica bovina causada por Staphylococcus aureus

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Anna Christina de Almeida Thais Maria Pinheiro Soares Délcio Bueno Silva Bárbara Cardoso da Mata Silva Patricia Natalicia Mendes Almeida Claudinei Alves dos Santos

Resumo

Objetivou-se avaliar a eficiência de bioterápicos administrados por meio da ração para o tratamento de mastite subclínica bovina causada por Staphylococcus aureus. O bioterápico na potência 12 CH foi produzido a partir de amostras de leite dos quartos infectados e administrado na dosagem de 0,5g do produto em pó por animal, espalhado sobre o alimento oferecido no momento da ordenha, duas vezes ao dia, durante 30 dias. Um grupo controle foi mantido nas mesmas condições recebendo placebo. Análises microbiológicas e CMT (California Mastitis Test) foram realizados 15 e 30 dias após o início do tratamento. Observou-se que a taxa de eficiência do tratamento foi maior no grupo tratado quando comparado ao grupo controle. Foi observado um aumento na reação ao CMT em índices superiores no grupo tratado . Os resultados do presente experimento permitem concluir que a homeopatia apresentou-se satisfatória para tratamento de mastite subclínica em bovinos, entretanto, houve interferência negativa na resposta ao CMT com aumento das reações no decorrer do tratamento.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
ALMEIDA, Anna Christina de et al. Atividade de bioterápicos para o tratamento de mastite subclínica bovina causada por Staphylococcus aureus. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 6, n. 2, aug. 2011. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/9941>. Acesso em: 05 dec. 2020.
Palavras-chave
Homeopatia, medicina alternativa, Staphylococcus aureus
Seção
Artigos