Interação físico-microbiológica em um Latossolo Vermelho-Amarelo sob cerrado nativo e monocultivo de soja

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Fabricio Tomaz Ramos Maria Cândida Moitinho Nunes Daniela Tiago da Silva Campos Denis Tomás Ramos João Carlos de Souza Maia

Resumo

O uso sustentável do solo tem-se instituído em tema de crescentes discussões em face da remoção de Biomas e seu posterior uso agrícola. Neste trabalho, diagnosticaram-se alterações sobre indicadores físicos e microbiológicos em um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico sob monocultivo de soja e cerrado nativo, a partir de amostragens inteiramente casualizadas, na profundidade de 0-10 cm. Os resultados indicaram degradações físico-microbiológicas significativas no ambiente antropizado com reduções médias nos indicadores de 47,87%; 15,76%; 24,74%; 39,90% e 15,36% para umidade gravimétrica, porosidade total, carbono microbiano, respiração basal e quociente microbiano; e aumentos para a densidade do solo, resistência mecânica do solo à penetração, microporosidade, quociente metabólico de 19,47%; 128,71%; 56,55% e 163,44%, respectivamente. Conjugado esses resultados em um Qualigrama obteve-se um índice quantitativo da qualidade edáfica no monocultivo de soja igual a 0,26 e uma nota qualitativa de “nível crítico” sobre a sustentabilidade do manejo em comparação ao ambiente nativo.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
RAMOS, Fabricio Tomaz et al. Interação físico-microbiológica em um Latossolo Vermelho-Amarelo sob cerrado nativo e monocultivo de soja. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 6, n. 2, aug. 2011. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/9821>. Acesso em: 05 dec. 2020.
Palavras-chave
Interferência antrópica; indicadores de qualidade do solo; sustentabilidade.
Seção
Artigos