CARACTERIZAÇÃO DE PROGÊNIES DE ALFACE OBTIDAS POR MEIO DO MELHORAMENTO GENÉTICO PARTICIPATIVO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Sylmara Silva Douglas Correa de Souza Renato Domiciano Silva Rosado Luiz Antônio Augusto Gomes

Resumo

O melhoramento genético participativo é uma alternativa para a obtenção de novas cultivares para a agricultura orgânica, uma vez que possibilita maior envolvimento de agricultores, pesquisadores e consumidores. Objetivou-se com este trabalho caracterizar progênies superiores de alface F2:4, oriundas do cruzamento entre as cultivares Salinas 88 e Colorado, previamente selecionadas por meio do melhoramento genético participativo, visando identificar genótipos promissores para a obtenção de novas cultivares para a agricultura orgânica. As características comerciais avaliadas foram coloração, tipo de borda, tipo de limbo, classificação comercial, massa fresca, tolerância ao florescimento precoce e a produção de sementes. Verificou-se que existe grande variabilidade genética para características agronômicas em progênies F2:4 de alface do cruzamento entre Salinas 88 e Colorado, sendo necessário avançar mais gerações, para se identificar material com características comerciais desejáveis.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SILVA, Sylmara et al. CARACTERIZAÇÃO DE PROGÊNIES DE ALFACE OBTIDAS POR MEIO DO MELHORAMENTO GENÉTICO PARTICIPATIVO. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 16, n. 2, p. 214-222, july 2021. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/23214>. Acesso em: 26 oct. 2021. doi: https://doi.org/10.33240/rba.v16i2.23214.
Seção
Artigos

Referências

AZEVEDO, A.M.; ANDRADE JR, V.C.; CASTRO, B.M.C.; OLIVEIRA, C.M.; PEDROSA, C.E.; DORNAS, M.F.S.; VALADARES, N.R Parâmetros genéticos e análise de trilha para o florescimento precoce e características agronômicas da alface. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 49, n. 2, p. 118-124, 2014. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2014000200006
AZEVEDO A.M.; ANDRADE JÚNIOR, V.C.; OLIVEIRA, C.M.; FERNANDES J.S.C.; PEDROSA, C.E.; DORNAS, M.F.S.; CASTRO, B.M.C. Seleção de genótipos de alface para cultivo protegido: divergência genética e importância de caracteres. Horticultura Brasileira, v. 31, p. 260-265, 2013. https://doi.org/10.1590/S0102-05362013000200014.
BRASIL. Instrução normativa nº 46, de 06 de outubro de 2011. Lei nº 10831, de 23 de dezembro de 2003. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 06 outubro. 2011. Seção 1, p. 8.a. Disponível em: https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/sustentabilidade/organicos/legislacao/portugues/instrucao-normativa-no-46-de-06-de-outubro-de-2011-producao-vegetal-e-animal-regulada-pela-in-17-2014.pdf/view
BORÉM, A.; NICK, C. Alface: do plantio à colheita. Viçosa, MG: UFV, 2019. 228p.
CARVALHO, J.B.; MOTA, J.M.N.; ALVARENGA, C.B.DE.; MACIEL, G.M.; ANDRADE, S. A. DE.; BORBA, M.E.A. Produção e qualidade fisiológica de sementes de alface cultivada com adubação orgânica e mineral. Revista de Ciências Agrárias Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences, v. 60, n. 1, p. 70-76, 2017.http://dx.doi.org/10.4322/rca.2424
CARVALHO FILHO, J. D., GOMES, L. A. A., MALUF, W. R. Tolerância ao florescimento precoce e características comerciais de progênies F4 de alface do cruzamento Regina 71 x Salinas 88. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 31, n. 1, p. 37-42, 2009. http://dx.doi.org/10.4025/actasciagron.v31i1.6607
CELESTRINO, R. B., DE ALMEIDA, J. A., DA SILVA, J. P. T., DOS SANTOS LUPPI, V. A., VIEIRA, S. C. Novos olhares para a produção sustentável na Agricultura Familiar: avaliação da alface americana cultivada com diferentes tipos de adubações orgânicas. Revista Eletrônica Competências Digitais para Agricultura Familiar, v. 3, n. 1, p. 66-87, 2017.
CRUZ, C. D. Genes: a software package for analysis in experimental statistics and quantitative genetics. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 35, n. 3, p. 271-276, 2013. http://dx.doi.org/10.4025/actasciagron.v35i3.21251
DIAMANTE, M. S., JÚNIOR, S. S., INAGAKI, A. M., DA SILVA, M. B., DALLACORT, R. Produção e resistência ao pendoamento de alfaces tipo lisa cultivadas sob diferentes ambientes. Revista Ciência Agronômica, v. 44, n. 1, p. 133-140, 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S1806-66902013000100017
FERREIRA, R. L. F., ALVES, A. S. S. C., NETO, S. E. A., KUSDRA, J. F., REZENDE, M. I. F. L. Produção orgânica de alface em diferentes épocas de cultivo e sistemas de preparo e cobertura de solo. Bioscience Journal, v. 30, n. 4, 2014.
FONSECA, M. A. J. Recursos genéticos e melhoramento de hortaliças para e com a agricultura familiar. Horticultura Brasileira, v. 32, n. 4, p. 508-508, 2014. DOI - http://dx.doi.org/10.1590/S0102-053620140000400023
GUIMARÃES, M. D. A., MANDELLI, M. S., DA SILVA, D. J. H. Seleção de genótipos de Lactuca sativa L. para a produção com adubação orgânica. Revista Ceres, v. 58, n. 2, p. 202-207, 2011.http://dx.doi.org/10.1590/S0034-737X2011000200011.
LIMA, V.C.S.; ROCHA, B.M; LIMA JUNIOR, E. DE O. ALCÂNTARA, I. Produção orgânica de sementes: desafios e perspectivas. Cadernos de Agroecologia, v. 9, n. 4, 2015.
MAGALHÃES, M. D., MACIEL, Á. D., ORSOLIN, P. C. Efeito anticarcinogênico dos flavonoides do tipo antocianina presentes em amora-preta (Rubus spp.), identificado por meio do teste para detecção de clones de tumores epiteliais (wts) em Drosophila melanogaster. Revista de Medicina e Saúde de Brasília, v. 6, n. 1, 2017.
PINK, D. A. C.; KOSTOVA, K.; WALKEY, D. G. A. Differentiation of pathotypes strains of lettuce mosaic virus. Plant Pathology, v. 41, n. 1, p. 5-12, 1992.
RYDER, E. J. Breeding vegetable crops. In: RYDER, E. J. (Ed). Lettuce breeding. Westport: AVI,1986. P. 433-474.
SALA, F.C.; COSTA, C.P. Retrospectiva e tendência da alfacicultura brasileira Retrospective and trends of Brazilian lettuce crop. Horticultura brasileira, v. 30, n. 2, p. 187-194, 2012. https://doi.org/10.1590/S0102-05362012000200002
SALA, F.C.; COSTA. C.P. Melhoramento de alface. In: NICK, C.; BORÉM, A. (Org.). Melhoramento de Hortaliças. Viçosa: UFV, 2016. p. 95-126.
SILVA, R.R.; GOMES, L.A.A.; MONTEIRO, A.B.; MALUF, W.R.; CARVALHO FILHO, J.L.S .de.; MASSAROTO, J.A. Linhagens de alface crespa para o verão resistentes ao Meloidogyne javanica e ao vírus mosaico-da-alface. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 43, n. 10, p. 1349-1356, 2008. https://doi.org/10.1590/S0100-204X2008001000013
SOUZA, M.C.M.; RESENDE, L.V.; MENEZES, D.; LOGES, V.; SOUTO, T.A. SANTOS, V.F. Variabilidade genética para características agronômicas em progênies de alface tolerantes ao calor. Horticultura Brasileira, v. 26, n. 3, p. 354-358, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362008000300012.
SOUZA, J. D. O., DALPIAN, T., BRAZ, L. T., CAMARGO, M. Novas raças de Bremia lactucae, agente causador do míldio da alface, identificadas no estado de São Paulo. Horticultura Brasileira, v. 29, n. 3, p. 282-286, 2011. https://doi.org/10.1590/S0102-05362011000300004
SPAGNUOLO, F. A., GONÇALVES, L. S., DE FREITAS, F. M., VENTURA, M. U., MIGUEL, A. L. A., DE SOUZA, N. V., HATA, F. T. Melhoramento participativo do tomateiro sob manejo orgânico. Horticultura Brasileira, v. 34, n. 2, 2016. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-053620160000200006.
VENCOVSKY, R. Herança quantitativa. In: PATERNIANI, E.; VIEGAS, G. P. Melhoramento e produção do milho. 2. ed. Campinas: Fundação Cargill. 1987. p. 137-214.
VIEIRA, E. A., FIALHO, J. D. F., SILVA, M. S., PAULA-MORAES, S. V. D., OLIVEIRA, C. M. D., ANJOS, J. D. R. N. D., GUIMARÃES JÚNIOR, R. BRS Japonesa: new sweet cassava cultivar for the Distrito Federal region. Crop Breeding and Applied Biotechnology, v. 11, n. 2, p. 193-196, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S1984-70332011000200014
WILCKEN, S.R.S.; GARCIA, M.J.M.; SILVA, N. Resistência de alface do tipo americana a Meloidogyne incognita raça 2. Nematologia brasileira, v. 29, n. 2, p. 267-271, 2005.