AS INTERFACES E SINERGISMOS ENTRE AGROECOLOGIA E ECOFEMINISMO PODEM IMPULSIONAR A SUSTENTABILIDADE?

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Mônica de Sousa Alves Alexandre Tulio Amaral do Nascimento

Resumo

Este estudo apresenta perspectivas da Agroecologia e do Ecofeminismo, analisando a inter-relação entre os dois movimentos nas propostas de resistência à lógica patriarcal e de luta pela sustentabilidade. Perceberam-se sinergismos que contribuem para o empoderamento das mulheres e as discussões da problemática ambiental. Entretanto, estudos que investiguem in loco as interfaces entre Ecofeminismo e Agroecologia são escassos e demandam maiores esforços.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
ALVES, Mônica de Sousa; AMARAL DO NASCIMENTO, Alexandre Tulio. AS INTERFACES E SINERGISMOS ENTRE AGROECOLOGIA E ECOFEMINISMO PODEM IMPULSIONAR A SUSTENTABILIDADE?. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 15, n. 2, p. 5, june 2020. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/23113>. Acesso em: 18 sep. 2020. doi: https://doi.org/10.33240/rba.v15i2.23113.
Seção
Notas Agroecológicas

Referências

ALTIERI, M. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. Guaíba: Agropecuária, AS-PTA, 2002, 592p.
ALTIERI, M. Agroecologia: a dinâmica produtiva da agricultura sustentável. 4.ed. – Porto Alegre: Editora UFRGS, 2004, 120p.
ABA - Associação Brasileira de Agroecologia, Carta Agroecológica do Cerrado, 2017. Disponível em: https://aba-Agroecologia.org.br/wp-content/uploads/2017/09/Carta-Politica-do-Cerrado-ABA-Agroecologia-1.pdf. Acesso em: 27 set. 2019.
FERREIRA, F.P.M. Corrente do Ecofeminismo propõe fim da sociedade patriarcal. Jornal Poiésis – Literatura, Pensamento & Arte. e. 134, p.2, 2017.
FERREIRA, A.P.L. MATTOS, L.C. Convergências e divergências entre Feminismo e Agroecologia. Revista Ciência e Cultura, São Paulo, V. 69, n.2, p.38-42, abr./jul. 2017.
GARCIA, L. Meio Ambiente e Gênero. São Paulo: Senac, 2012, 219p.
JACOB, L.B. Agroecologia na Universidade. Entre vozes e Silenciamentos. Curitiba: Ed. Appris, 2016, 209p.
LIMA, M.M.T.; JESUS, V.B. Questões sobre gênero e tecnologia na construção da Agroecologia. Scientiae Studia, v. 15, n.1, p.73-96, 2017.
OXFAM, BRASIL. Relatório Terrenos da Desigualdade Terra, Agricultura e Desigualdades no Brasil Rural. Disponível em: https://oxfam.org.br/projetos/terrenos-da-desigualdade-terra-agricultura-e-desigualdade-no-brasil-rural/ . Acesso em: 27 set. 2019.
PACHECO, M.E. Os caminhos das mudanças na construção da Agroecologia pelas mulheres. Revista Agriculturas, Rio de Janeiro, RJ, v. 6, n. 4, p.4-8, dez, 2009.
PACHECO, M.E. Agroecologia e o fornecimento de alimentos. São Paulo, Canal Futura, 29 jul. 2014. Entrevista à jornalista Amelia Gonzalez.
PULEO, A.H. Feminismo y ecologia: Um repaso a las diversas corrientes del ecofeminismo. El Ecologista, Madrid: Verano , nº 31, p. 36-39, 2002.
PULEO, A.H. Ecofeminismo para otro mundo posible. Ediciones Cátedra, 2014, 448p.
SILIPRANDI, E. Mulheres e Agroecologia: a construção de novos sujeitos políticos na agricultura familiar. 2009. 291f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável) - Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
SILIPRANDI, E. Mulheres e Agroecologia: transformando o campo, as florestas e as pessoas. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2015. 356p.