INTERAÇÕES ENTRE AVES FRUGÍVORAS E EUTERPE EDULIS MART. NA MATA ATLÂNTICA NO SUL DE SANTA CATARINA: ABORDAGEM ECOLÓGICA E ETNOECOLÓGICA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

ALEXANDRA ROCHA VINHOLES Birgit Harter-Marques

Resumo

A dispersão de sementes por aves é um processo importante para a manutenção e conservação
dos ecossistemas, pois aumenta as possibilidades de recrutamento das espécies vegetais com a
diminuição da mortalidade densidade-dependente. Na Mata Atlântica, as palmeiras estão entre as
principais famílias que disponibilizam grande quantidade de frutos carnosos adaptados à
dispersão zoocórica e, consequentemente, são favorecidas pelo processo de dispersão de
sementes pela fauna. Entre as espécies de palmeiras, Euterpe edulis Mart. destaca-se como
espécie-chave para a fauna, devido a sua alta produção de frutos e a sua abundância neste bioma.
Com base na importância de E. edulis como espécie abundante na Mata Atlântica e como fonte de
alimento para a fauna, foi realizado um estudo abordando sua ecologia e etnoecologia em uma
área de 1,5 ha no Parque Estadual da Serra Furada, região sul de Santa Catarina. Durante dois anos
foi registrada a fenologia reprodutiva da espécie, através da observação mensal de 30 indivíduos,
sendo acompanhada a presença de estruturas reprodutivas e a duração das fenofases floração,
frutos verdes e frutos maduros. Foi acompanhada também a interação de aves frugívoras com a
espécie em estudo durante o período de disponibilidade de frutos maduros nos anos de 2015 e
2016, através de observações árvore-focal e foi analisada a chuva de sementes com o uso de
coletores de sementes. Como uma forma de complementar as informações obtidas no capítulo
anterior, foi realizada pesquisa etnoecológica com os moradores da comunidade de Chapadão,
situada no entorno do PAESF, com objetivo de registrar o conhecimento da população sobre as
interações da avifauna com o palmiteiro, além de identificar quais espécies de aves eram alvo de
caça no local. Posteriormente foi analisado o tempo de retenção de sementes de E. edulis no trato
digestivo de Ramphastos dicolorus e Ortalis squamata. Além disso, foi acompanhada a influência
deste tempo de retenção, da despolpa por Saltator similis, da despolpa manual e da presença de
polpa sobre a taxa de germinação e o índice de velocidade de germinação.A fenologia
reprodutiva apresentou correlação da floração com a temperatura nos dois anos de estudo,
enquanto a fenofase frutos maduros não apresentou nenhuma correlação com as variáveis
climáticas. O número de espécies consumindo os frutos de E. edulis foi baixo (três), e as espécies
indicam uma certa redundância no processo de dispersão de sementes. As informações das
entrevistas foram confrontadas com os resultados obtidos no segundo capítulo desta tese e com
uma lista de abundância de aves frugívoras no PAESF, indicando a redução de grandes frugívoros
no local. O tempo de retenção das duas espécies foi igual, porém a velocidade de germinação foi
superior para as sementes regurgitadas por R. dicolorus, enquanto a taxa de germinação foi maior
para as sementes defecadas e regurgitadas por O. squamata. Os resultados obtidos das sementes
despolpadas por S. similis, sugerem que a remoção parcial da polpa age como facilitador da
germinação.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
VINHOLES, ALEXANDRA ROCHA; HARTER-MARQUES, Birgit. INTERAÇÕES ENTRE AVES FRUGÍVORAS E EUTERPE EDULIS MART. NA MATA ATLÂNTICA NO SUL DE SANTA CATARINA: ABORDAGEM ECOLÓGICA E ETNOECOLÓGICA. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 13, n. 5, dec. 2018. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/22791>. Acesso em: 16 feb. 2019. doi: https://doi.org/10.33240/rba.v13i5.22791.
Seção
Resumos de Dissertações e Teses