AVANÇOS DA AGROECOLOGIA: EXPERIÊNCIAS DE GRUPOS DE MULHERES E DE UMA COOPERATIVA PARA PRODUÇÃO ORGÂNICA NO MATO GROSSO DO SUL

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Francimar Perez Matheus da Silva Denise de Miranda, Srta Jovelina Maria de Oliveira, Sra Eliel Freitas Junior, Sr Sandra Braga Araujo Mariza Madalena Dahmer Vera Lucia Oliveira Golze Jane Cléia Silveira da Silveira Euclides Reuter de Oliveira

Resumo

Os Núcleos de Estudos em Agroecologia (NEAs) têm desempenhado papeis fundamentais para visibilizar
e fortalecer os processos agroecológicos. O NEA-Mato Grosso do Sul potencializou ações de
extensionistas, agricultores e suas organizações, pesquisadores, agentes públicos e consumidores na
promoção e divulgação das experiências agroecológicas no estado. Foram sistematizadas experiências de
agroecologia e produção orgânica de quatro municípios: grupo de mulheres do assentamento Itamarati
(Ponta Porã), que realizam comercialização coletiva; grupos de mulheres de Anastácio que processam
artesanalmente frutos do cerrado e comercializam sua produção em feiras e em programas
governamentais; comunidade quilombola da Picadinha (Dourados), articulada com projetos e com o
NEA da Universidade Federal da Grande Dourados, que apoiam a gestão do grupo para fornecimento de
alimentação saudável para a sociedade, gerando renda e ampliando mercado; e a trajetória da
Cooperativa de Agricultores Familiares Orgânicos de Campo Grande, que certificou seus produtos como
orgânicos. Foram analisadas as lições aprendidas e as limitações para o avanço das experiências aqui
sistematizadas, que representam as potencialidades e dificuldades para o avanço da agroecologia e
produção orgânica no estado.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SILVA, Francimar Perez Matheus da et al. AVANÇOS DA AGROECOLOGIA: EXPERIÊNCIAS DE GRUPOS DE MULHERES E DE UMA COOPERATIVA PARA PRODUÇÃO ORGÂNICA NO MATO GROSSO DO SUL. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 13, n. 1, july 2018. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/22459>. Acesso em: 26 oct. 2021.
Seção
Artigos

Referências

BAMBIL, A. L. et al. Aproveitamento econômico sustentável do baru no Assentamento São Manoel, em Anastácio,
MS. Cadernos de Agroecologia, v. 5, N. 1, 2010.
BIAZOTI, A. et al. (org.). Caderno de Metodologias: inspirações e experimentos na construção do conhecimento
agroecológico. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa. 2017.
BRASIL. Decreto nº 6.323, de. 27 de dezembro de 2007. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 28 de dez 2007.
Disponível em . Acesso em
12/08/2017.
GIBBS, G.; COSTA, R. C. Análise de dados qualitativos. Porto Alegre: Artmed, 2009.
MAGALHÃES, A. M. et al. Incubadora social como espaço de aprendizagem e promoção do desenvolvimento local:
o caso do restaurante escola bistrô eco sol. Revista Desenvolvimento Social N. 15, v. 01, 2015
OLIVEIRA, E. R. et al. Práticas extensionistas no desenvolvimento sustentável da comunidade quilombola de
Dourados, Mato Grosso do Sul. Em Extensão, Uberlândia, v.11, n. 2, p. 82-95, 2012.
SANTOS, N. D.; MIRANDA, D. Comercialização da Produção Orgânica de hortifrútis pela Organocoop Cooperativa de
dos Produtores de Orgânicos da Agricultura Familiar de Campo Grande MS: organização, conquistas, desafios e
percepções dos consumidores em um novo ponto de comércio. Cadernos de Agroecologia, v. 11, N. 2, 2016.
SILVA, F. P. M. et al. Concepção e Desafios da Construção Coletiva da 1ª Caravana Agroecológica e Cultural do Centro-Oeste
Brasileiro. Cadernos de Agroecologia, v. 11, N. 2, 2016a.
SILVA, F. P. M. et al. Avanços da Agroecologia em Mato Grosso do Sul a partir do Núcleo de Agroecologia de Pesquisa,
Ensino, Extensão e Saberes Tradicionais do Estado de Mato Grosso do Sul. Cadernos de Agroecologia, v. 11,
N. 2, 2016b.
YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.