METODOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO PARA O DIÁLOGO DE SABERES: AÇÕES TRANSFORMADORAS DA REDE DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS AGROECOLÓGICOS DO SUL DO BRASIL - REDE SAFAS

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Vicente PARRA Hanna Ramella SCHULER Grazianne Alessandra SIMÕES-RAMOS Alana CASAGRANDE Natal João MAGNANTI Karine Louise dos SANTOS Ana Carolina de Oliveira DIONISIO Alexandre SIMINSKI Fernando JONER Ilyas SIDDIQUE

Resumo

A Rede de Sistemas Agroflorestais Agroecológicos do Sul do Brasil (Rede SAFAS) visa sistematizar diversos
conhecimentos e experiências para propor ações transformadoras que ajudem a superar os obstáculos
da multiplicação das agroflorestas. Para tanto, testamos diferentes metodologias de comunicação com
vistas a facilitar o diálogo de saberes, incluindo macro-oficinas presenciais, pesquisas integrativas
participativas e a produção colaborativa de materiais educativos. As macro-oficinas converteram-se em
nós de amarração e ampliação da Rede, aprimorando vínculos entre comunidades locais e distantes,
movimentos sociais e instituições de ensino, pesquisa e extensão. As pesquisas facilitaram a integração
dos conhecimentos científico, técnico e tradicional por meio de métodos colaborativos, e o material
educativo proporcionou visibilidade às experiências da Rede. A articulação dos participantes permitiu
ampliar os conhecimentos dos obstáculos e impulsores das agroflorestas, bem como criou uma
plataforma dialógico-reflexiva para futuras ações.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
PARRA, Vicente et al. METODOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO PARA O DIÁLOGO DE SABERES: AÇÕES TRANSFORMADORAS DA REDE DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS AGROECOLÓGICOS DO SUL DO BRASIL - REDE SAFAS. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 13, n. 1, apr. 2018. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/22458>. Acesso em: 24 oct. 2020.
Seção
Artigos

Referências

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? 8ª Ed. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1985. 93p.
GONÇALVES, A. L. Sistemas Agroflorestais no Litoral Norte do Rio Grande do Sul: produção de alimentos e conservação da Mata Atlântica. In: PORRO, R.; MICCOLIS, A. (Orgs.). Políticas Públicas para Desenvolvimento Agroflorestal no Brasil. 1ed. Belém Pará: ICRAF, 2011, p.25-35.
MAGNANTI, Natal J. Por que Integrar Experiências Agroflorestais em Rede? In: SIMÕES-RAMOS, G. A.; SIDDIQUE, I. (Org.). Integração participativa das experiências com sistemas agroflorestais agroecológicos no Sul (SAFAS) do Brasil: memórias 2015. Florianópolis: UFSC, 2017. 7p. (Agroflorestas Agroecológicas do Sul em Rede, 1). Disponível em: .
SOUSA SANTOS, B. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. In: SOUSA SANTOS, B.; MENEZES, M. P. (Org.). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010. p. 31-83.
STEWART, D. W.; SHAMDASANI, P. N. (1998). Focus groups: Theory and practice. Applied Social Research Methods Series (Vol. 20). London: Sage Publication. 153 p.
Rede SAFAS: Trazendo a floresta pra dentro da roça. DIONÍSIO, A. C.; TÜRCK, G.; et al. Coletivo Catarse, 2017. Disponível em: .
DIONÍSIO, A. C.; DORTA, F.; et al. Rede SAFAS: Trazendo a floresta pra dentro da roça. Florianópolis, SC: Universidade Federal de Santa Catarina, 2017a.
______; DUCLÓS, J.; SIDDIQUE, I. [Manuscrito de livro em produção gráfica final] Construindo conhecimentos sobre agroflorestas em rede. 1. ed. Florianópolis - SC: Rede de Sistemas AgroFlorestais Agroecológicos do Sul do Brasil (Rede SAFAS), 2017b.
MORA, J. S.; SIDDIQUE, I. Biblioteca aberta de imagens didáticas em ampliação colaborativa para popularização de conhecimentos sobre agroflorestas, agroecologia, diálogo de saberes, conservação pelo uso sustentável da biodiversidade, etc. WikiMedia Commons, [S.l.], 2017.
PARRA, V. J. et al. [Pôster apresentado] Agroflorestas agroecológicas promovem diversos benefícios sociais, econômicos e culturais no Sul do Brasil (Síntese preliminar). Osório/RS: Instituto Federal do Rio Grande do Sul, 2016.
SCHULER, H. R. et al. [Pôster apresentado] Carecem evidências científicas sobre os gargalos das agroflorestas agroecológicas no Sul do Brasil. Osório/RS: Instituto Federal do Rio Grande do Sul, 2016.
SIDDIQUE, I. et al. Mapeamento colaborativo da Rede SAFAS com divulgação de eventos, feiras, capacitações e contatos. GoogleMaps. 2017. Disponível em: .
SIMÕES-RAMOS, G. A.; SIDDIQUE, I. Integração participativa das experiências com Sistemas AgroFlorestais Agroecológicos no Sul (SAFAS) do Brasil: Memórias 2015. Florianópolis - SC: UFSC, 2017.
STEWART, D. W.; SHAMDASANI, P. N. Focus groups: Theory and practice. London: Sage Publication, 1998. V. 20.
VOGEL, I. Review of the use of “Theory of Change” in international development. 2012.