Aplicação pré-colheita de extratos vegetais em morangueiro

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Marcelo Dotto Kelli Pirola Alessandro Jaquiel Waclawovsky Sérgio Miguel Mazaro Américo Wagner Júnior

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de extratos vegetais de folhas de pitangueira (Eugenia uniflora), flores de calêndula (Calendula officinalis) e capítulo floral de cravo da índia (Syzygium aromaticum), além de calda bordalesa, sobre a indução de resistência a doenças pós colheita de morango quando aplicados na pré-colheita. O trabalho a campo foi realizado em uma propriedade rural e os estudos laboratoriais foram desenvolvidos na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Câmpus Dois Vizinhos – PR. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com 4 repetições, utilizando-se a campo 20 plantas por parcela e 20 frutos por bandeja na pós-colheita. Os extratos vegetais foram aplicados utilizando-se a concentração de 10 % e a calda bordalesa a 1%. As avaliações foram realizadas no momento da colheita e após 4 dias de armazenamento em condições naturais, sendo estas envolvendo as características físico-químicas e bioquímicas. Os extratos vegetais de folhas de pitangueira, flores de calêndula e capítulo floral de cravo da índia, além de calda bordalesa não induziram resistência a frutos de morangueiro quando aplicados na pré-colheita.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DOTTO, Marcelo et al. Aplicação pré-colheita de extratos vegetais em morangueiro. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 9, n. 1, apr. 2014. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/15312>. Acesso em: 23 oct. 2019.
Palavras-chave
Fragaria x ananassa, morango, indutores de resistência.
Seção
Artigos