Agrobiodiversidade em sistemas produtivos tradicionais nos municípios de Antonia e Morretes no estado do Paraná

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Adriana Biassio Ivan Crespo Silva

Resumo

O presente trabalho foi realizado com o objetivo de identificar, caracterizar e avaliar a agrobiodiversidade e sua função como mantenedora da atividade agrícola/florestal praticada em áreas de cultivo tradicional nos municípios de Antonina e Morretes no Paraná. Para isto foram avaliados 20 sistemas produtivos cujos tamanhos compreenderam de 1 a 3 módulos fiscais. As avaliações foram feitas por meio de observações diretas no campo e análise fitossociológica identificando as espécies e obtendo dados para cálculo do índice de diversidade presente em cada município, para isso os índices de Shannon-Weaver e Simpson para determinação de riqueza e dominância, essas informações embasaram a determinação da agrobiodiversidade das propriedades avaliadas, os resultados mostram que apesar dos baixos valores obtidos existe diversidade agrícola na região, porém a diversidade presente é restrita para melhorar este quesito, o enriquecimento dos sistemas de produção presentes com o maior número de indivíduos, principalmente as espécies arbóreas. Com a análise a fitossociologica pode-se observar preferências dos agricultores por determinadas espécies entre eles: Musa sp., Psidium guajava L., Euterpe edulis Martius, Manihot sp., Passiflora edulis Sims, Saccharum sp. Os agricultores de Morretes demonstraram maior interesse por cultivos arbóreos, enquanto que os produtores de Antonina apresentaram preferência para cultivos agrícolas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
BIASSIO, Adriana; SILVA, Ivan Crespo. Agrobiodiversidade em sistemas produtivos tradicionais nos municípios de Antonia e Morretes no estado do Paraná. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 9, n. 1, apr. 2014. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/13315>. Acesso em: 23 oct. 2019.
Palavras-chave
levantamento fitossociológico, índices de diversidade; diversidade agrícola
Seção
Artigos