Especificação objeto-relacional para rastreabilidade da agricultura orgânica

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Monica Cristine Scherer Vaz Maria Salete Marcon Gomes Vaz

Resumo

Visando aumentar a credibilidade e a qualidade dos produtos orgânicos, as unidades produtoras passam pela certificação, que dentre outros requisitos avaliados, está a rastreabilidade do processo de produção. Para garantir um nível de rastreamento completo da cadeia de produção é preciso que a especificação dos dados atenda às necessidades do agronegócio envolvido. Este artigo apresenta a especificação de um Banco de Dados Objeto-Relacional para a Rastreabilidade da Agricultura Orgânica, utilizando como requisitos o modelo de rastreabilidade desse tipo de agricultura, desenvolvido para pequenos produtores, e um modelo de banco de dados desenvolvido para gestão. Através dos dois modelos, foi possível obter a especificação que satisfaz as demandas das certificadoras de pequenos produtores orgânicos com relação aos dados rastreados, bem como, permitir o armazenamento e manipulação de dados complexos como, mapa de localização e documentos digitalizados.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SCHERER VAZ, Monica Cristine; VAZ, Maria Salete Marcon Gomes. Especificação objeto-relacional para rastreabilidade da agricultura orgânica. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 8, n. 3, dec. 2013. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/13296>. Acesso em: 21 sep. 2019.
Palavras-chave
Rastreabilidade, Agricultura Orgânica, Banco de Dados Objeto-Relacional
Seção
Artigos