A utilização de ferramentas participativas na construção do conhecimento agroecológico nos assentamentos Pirituba e Sepé Tiarajú, no estado de São Paulo.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Tatiane de Jesus Marques Souza João Carlos Canuto Henderson Gonçalves Nobre Marcelo Nivert Alexandre Junqueira Nadia Aun Jarouche

Resumo

Este trabalho busca discutir a utilização de métodos participativos nas práticas agroecológicas desenvolvidas pelo projeto “Capacitação socioambiental para construção de projetos de desenvolvimento sustentável em assentamentos rurais no estado de São Paulo” em dois assentamentos do projeto de reforma agrária; o Sepé Tiaraju, que apresenta uma proposta de desenvolvimento sustentável desde sua formação e o Pirituba, um dos primeiros assentamentos do estado, estruturado no sistema de produção convencional de produção. O presente trabalho propõe-se a discutir avanços e desafios referentes às estratégicas metodológicas utilizadas nesses assentamentos para a construção do conhecimento agroecológicos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SOUZA, Tatiane de Jesus Marques et al. A utilização de ferramentas participativas na construção do conhecimento agroecológico nos assentamentos Pirituba e Sepé Tiarajú, no estado de São Paulo.. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 9, n. 1, apr. 2014. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/12866>. Acesso em: 23 oct. 2019.
Palavras-chave
Agroecologia, Sistemas Agroflorestais, metodologia participativa, Assentamentos Rurais
Seção
Artigos