Seleção de estirpes de rizóbios para formação de mudas de leucena (Leucaena leucocephala (Lam) De Wit.) em Argissolo Vermelho Amarelo

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Danielle Braule Pinto Ramos Luiz Augusto Gomes Souza

Resumo

O estudo objetivou avaliar a resposta à inoculação e selecionar estirpes eficientes na fixação simbiótica de N2 em mudas de leucena em Argissolo Vermelho Amarelo, sob enviveiramento. Foi avaliada a inoculação individual de 12 estirpes de rizóbios homólogos da coleção do INPA, um tratamento controle e um que recebeu N-mineral (ureia, 80 kg ha-1). O delineamento foi inteiramente casualizado, com oito repetições. Aos 74 dias, as melhores estirpes foram INPA 935 e 936 que favoreceram o desenvolvimento da biomassa das mudas e a estirpe INPA 897 que apresentou alta capacidade infectiva, avaliada pelo número de nódulos formados. Duas outras estirpes também apresentam potencial para novos testes como inoculante, as estirpes INPA 899 e 937. As plantas inoculadas com INPA 935 produziram biomassa seca da parte aérea 30,8 e 45,0 % maior, que os tratamentos testemunha e com nitrogênio. A taxa de nodulação das mudas foi de 98,6 % (n=112). As taxas de nitrogênio foliar foram elevadas, com média de 43,6 g kg-1, com concentração média de N nas folhas de 4,4 %.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
RAMOS, Danielle Braule Pinto; SOUZA, Luiz Augusto Gomes. Seleção de estirpes de rizóbios para formação de mudas de leucena (Leucaena leucocephala (Lam) De Wit.) em Argissolo Vermelho Amarelo. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 8, n. 1, apr. 2013. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/10377>. Acesso em: 23 oct. 2019.
Palavras-chave
Fixação de nitrogênio, leguminosas arbóreas, microbiologia do solo.
Seção
Artigos