Desempenho do milho e características do solo em um sistema de produção de base agroecológica

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Ana Lúcia Hanisch José Alfredo da Fonseca Gilcimar Adriano Vogt

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho da cultura do milho e características químicas do solo ao longo de quatro anos, em função do uso de sistema de base agroecológica de produção. Foi utilizado o delineamento em blocos ao acaso, com quatro repetições e cinco tratamentos: 1) aplicação em área total de cama de aviário (5 t ha-1ano-1); 2) aplicação, em cobertura, do biofertilizante “uréia natural”; 3) aplicação, em cobertura, de urina de vaca a 10% de diluição; 4) plantio simultâneo de milho + leguminosa; 5) testemunha com manejo agroecológico. Foram avaliados a massa seca da adubação verde de inverno, o rendimento do milho e as características químicas do solo. Houve interação entre tratamentos e anos para produtividade de milho, sendo que o uso de cama de aviário proporcionou as maiores produtividades em todas as safras. Os tratamentos com uréia natural, urina de vaca e a consorciação não diferiram da testemunha com manejo agroecológico. Após quatro anos de cultivo com milho, ocorreram reduções nos valores de P, K e M.O. do solo.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
HANISCH, Ana Lúcia; FONSECA, José Alfredo da; VOGT, Gilcimar Adriano. Desempenho do milho e características do solo em um sistema de produção de base agroecológica. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 7, n. 1, mar. 2012. ISSN 1980-9735. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/rbagroecologia/article/view/10086>. Acesso em: 21 oct. 2019.
Palavras-chave
biofertilizante, consorciação, urina de vaca, cama de aviário, milho variedade
Seção
Artigos