Rede de Educação do Semiárido Brasileiro – Vivências a Partir da Experiência Local

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Albertina Maria Ribeiro Brito de Araújo Luana Fernandes Melo Wilma Danyella Brasil Campos Rodrigo Rehem de Melo Alexandre Eduardo de Araújo

Resumo













A Rede de Educação do Semiárido Brasileiro - RESAB surgiu no ano de 2000 e está presente em todos os estados do SAB. O objetivo do trabalho foi compartilhar as experiências vivenciadas por estudantes que participam do cotidiano da Secretaria Executiva da RESAB e elucidar a dinâmica como elas acontecem. A secretaria executiva da RESAB conta com a participação de vários discentes do Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias, dos cursos de Bacharelado em Agroecologia, Licenciatura em Ciências Agrárias, Pedagogia e pós-graduação em Ciências Agrárias (Agroecologia), além de bolsistas e estagiários. A passagem pela escola contribui para o êxito ou fracasso dos indivíduos, onde possui influência relevante sobre o acesso às oportunidades sociais da vida em sociedade. A educação escolar deve fazer sentido na vida dos alunos e dos outros sujeitos, portanto, uma educação emancipadora, não excludente, contextualizada e desalienadora é essencial para a população do SAB.













##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DE ARAÚJO, Albertina Maria Ribeiro Brito et al. Rede de Educação do Semiárido Brasileiro – Vivências a Partir da Experiência Local. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 12, n. 1, aug. 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/22415>. Acesso em: 25 may 2018.
Seção
Artigos