Ação Coletiva Para a Transição Agroecológica – Mutirões Como Ferramenta Para a Construção da Agroecologia na Zona Rural de Rio Pomba

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Amanda Bonadiman da Silva Amanda Silva Dutra Vieira Arthur Martineli Ianese Marcelo Mauad Silva

Resumo




O modelo hegemônico imposto pela agricultura moderna, fez com que os agricultores tradicionais perdessem parte de seus costumes e técnicas de manejo. Agricultores e agricultoras trabalhavam em sistema de mutirões nas comunidades rurais, onde trocavam serviço e tinham ali um momento de partilha. Este relato de experiência tem por objetivo descrever e discorrer sobre os mutirões organizados pelo Coletivo Agroecológico de Rio Pomba-MG. Este coletivo é fruto da organização de estudantes e profissionais formados do Curso de Agroecologia do IFSudeste – MG – Campus Rio Pomba, grupo que atua no fortalecimento da Agroecologia na região. O mutirão é uma proposta para resgatar práticas antes comuns nas comunidades rurais. Semanalmente, ocorrem os mutirões com os objetivos de sanar parte das necessidades de mão de obra nas propriedades e de formação e disseminação dos conhecimentos agroecológicos.




##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DA SILVA, Amanda Bonadiman et al. Ação Coletiva Para a Transição Agroecológica – Mutirões Como Ferramenta Para a Construção da Agroecologia na Zona Rural de Rio Pomba. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 12, n. 1, july 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/22372>. Acesso em: 23 sep. 2018.
Seção
Artigos