Práticas agroecológicas como ferramenta educativa libertadora: experiências do coletivo MECA no sertão de Mossoró-RN

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Alexandre Amadeu Cerqueira Miranda David Marx Antunes Gabriel Torres Rodrigue Lucas Maurício Xavier Salla

Resumo




As sistematizações de experiências vêm ganhando espaço na produção do conhecimento agroecológico pelo seu caráter de reflexão e problematização. Neste intuito, o MECA vem trilhando seu caminho como grupo autônomo formado por estudantes da UFPB que conectam práticas de educação libertadora com ferramentas participativas. Com base nos princípios da agroecologia o grupo desenvolveu um minicurso intitulado Práticas Agroecológicas e Educação Libertadora, o qual foi apresentado na UFRN em Mossoró-RN, que acabou gerando outra atividade no Assentamento Paulo Freire, localizado no mesmo município. Foram desenvolvidas atividades de permacultura, como a construção de banheiro seco, espiral de ervas e fossa de tratamento de água cinza. Nesta atividade foi realizado, para diagnóstico junto da família, um DRP e FOFA. Este trabalho aponta para a importância de aplicar ferramentas participativas na construção horizontal do conhecimento e tecnologias para produção agroecológica, em busca da sustentabilidade e autonomia.




##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
MIRANDA, Alexandre Amadeu Cerqueira et al. Práticas agroecológicas como ferramenta educativa libertadora: experiências do coletivo MECA no sertão de Mossoró-RN. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 12, n. 1, july 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/22361>. Acesso em: 23 sep. 2018.
Seção
Artigos