Projeto árvore da leitura no Reassentamento Flor da Serra, em Porto Nacional – TO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Jaqueline Ferreira de Sousa Andréia Santos Japiassú

Resumo




A escola do campo deve ser consubstanciada em princípios e diretrizes que integrem o local ao qual está inserida. O empoderamento histórico cultural e a ressignificação do sentimento de pertencimento ao local são temáticas que, alinhadas aos processos educativos da Educação em Agroecologia, podem sensibilizar na construção de consciência ambiental e social dos envolvidos. Nessa conjuntura, o Projeto “Árvore da Leitura”, na Escola Municipal Carmencita Matos Maia, no Reassentamento Flor da Serra, em Porto Nacional – TO, se desdobrou em ações e práticas voltadas a criar diálogo entre o teórico e prático nas inter-relações com os diversos atores que compreendem a unidade de ensino. A partir da metodologia inclusiva, o processo educativo fora pautado no construtivismo e no “aprender a aprender”, e visou evidenciar a Educação em Agroecologia como formadora de práticas sustentáveis, entrelaçando os seus princípios basilares, quais sejam, a vida, a diversidade, complexidade e transformação.




##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DE SOUSA, Jaqueline Ferreira; JAPIASSÚ, Andréia Santos. Projeto árvore da leitura no Reassentamento Flor da Serra, em Porto Nacional – TO. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 12, n. 1, july 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/22348>. Acesso em: 18 nov. 2018.
Seção
Artigos