Alfabetização Agroecológica Ambientalista e o Laboratório de Educação e Política Ambiental – Oca/ESALQ/USP

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Fernanda Correa de Moraes Simone Portugal Maria Henriqueta Andrade Raymundo Luciana Ferreira da Silva Ingrid Bardini Francisco Rafael Falcão Silva Marcos Sorrentino

Resumo




Apresentar as experiências em educação agroecológica realizadas pelo Laboratório de Educação e Política Ambiental – Oca/ESALQ/USP é trazer para diálogo e reflexão seu próprio fazer pesquisador, enquanto uma instância que se assenta na universidade pública. As ações de ensino, pesquisa e extensão se materializam por meio de diferentes atividades e grupos, dentre eles, o da Alfabetização Agroecológica Ambientalista. Este grupo vem desenvolvendo ações educadoras no Estado da Bahia, junto aos movimentos sociais do campo e outros atores, e tem como objetivo apoiar a implementação de políticas públicas de transição para sociedades sustentáveis, com reforma agrária agroecológica, florestas biodiversas, agricultura familiar, educação ambiental e do campo. A iniciativa localiza-se numa região de importância máxima quanto à biodiversidade, de múltiplas conformações das relações sociais e de conflitos agrários, especialmente com as áreas da monocultura de eucalipto.




##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DE MORAES, Fernanda Correa et al. Alfabetização Agroecológica Ambientalista e o Laboratório de Educação e Política Ambiental – Oca/ESALQ/USP. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 12, n. 1, july 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/22338>. Acesso em: 20 july 2018.
Seção
Artigos