A troca de saberes da rede de produtores e consumidores agroecológicos de Araponga – MG

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Rosangela Bitencourt Tatiana da Rocha Vieira

Resumo





As redes Agroecológicas surgem da necessidade de buscar outra forma de produção e consumo de alimentos saudáveis sem agressão ao meio ambiente. A partir da participação de uma das autoras no curso oferecido pelo Museu de Ciências da Terra Aléxis Dorofeeff, da Universidade Federal de Viçosa, implantou-se no município de Araponga uma rede de produtores/as e consumidores/as agroecológicos, inspirada na Rede Raízes da Mata (Viçosa) e de outras tantas que existem no Brasil. Em Araponga, os agricultores/as familiares e consumidores/as foram inicialmente contatados e todos mostraram muito interesse na formação da rede. A partir dos contatos iniciais, várias reuniões e rodas de conversas foram organizadas, com a participação de consumidores/as e agricultores/as, logo após, realizou-se o cadastro dos/as interessados/as em fazer parte do processo. A rede promoveu um espaço de troca de saberes entre consumidores/as, produtores/as e a comunidade local, fortalecendo a agroecologia no município de Araponga em Minas gerais.





##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
BITENCOURT, Rosangela; VIEIRA, Tatiana da Rocha. A troca de saberes da rede de produtores e consumidores agroecológicos de Araponga – MG. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 12, n. 1, july 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/22328>. Acesso em: 23 sep. 2018.
Seção
Artigos