O papel dos NEAs em processos continuados de formação: a experiência do NEA AJURI, no estado do Pará

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Luis Mauro Santos Silva Genisson Paes Chave William Santos de Assis Clarissa Rodrigues Gilvando Souza

Resumo




No presente texto é relatada a experiência de um curso de capacitação ofertado para Agentes de Extensão Rural, além de sujeitos ligados aos movimentos sociais do campo; estudantes; agricultora(es) e membros de diversos Núcleos de agroecologia do Pará e da Rede de Núcleos de Experiências Agroecológicas da região Norte. No mérito metodológico, a experiência partiu de uma construção coletiva e dialogada sobre formas de dar visibilidade aos agroecossistemas familiares promissores e o papel da ATER nesse processo. Para tanto, utilizou-se a ferramenta MESMIS, minimamente adaptada para a região e sua aplicação prática como ferramenta de diálogo e análise. Os dados aqui apresentados dizem respeito à primeira etapa do Curso de Capacitação Continuada de Agentes de Desenvolvimento Rural Amazônico sobre Ater, Agroecologia Junto às Lógicas Familiares de Produção (Módulo Presencial).




##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SILVA, Luis Mauro Santos et al. O papel dos NEAs em processos continuados de formação: a experiência do NEA AJURI, no estado do Pará. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 12, n. 1, july 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/22320>. Acesso em: 23 sep. 2018.
Seção
Artigos