Metodologia participativa para avaliação de indicadores de qualidade do solo: a conjunção do saber local e acadêmico no processo de ensino-aprendizagem em agroecologia

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Maria Clara Estoducto Pinto Tayana Galvão Scheiffer Emmeline Machado França Adriana Maria de Aquino Renato Linhares de Assis

Resumo




Metodologias que sejam inclusivas, didáticas e participativas são de grande importância no ensino de agroecologia. No intuito de difusão dessas metodologias, o IX Fórum de Agroecologia, realizado no IFET – MG, Campus Rio Pomba, visou a integração dos saberes agroecológicos, utilizando os saberes e práticas multidisciplinares que esta ciência implica. Uma das oficinas com essa abordagem foi a de Avaliação Participativa de Indicadores de Qualidade de Solo. A construção da oficina foi baseada em metodologia que consiste na avaliação da qualidade do solo pelos participantes através de notas atribuídas de acordo com o entendimento e sensibilidade. Ao final da atividade de campo, a média de cada indicador é calculada para posterior plotagem de gráficos, que são apresentados e discutidos entre os participantes. A integração de conceitos e experiências possibilita uma nova forma de extensão e pesquisa no universo acadêmico.




##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
PINTO, Maria Clara Estoducto et al. Metodologia participativa para avaliação de indicadores de qualidade do solo: a conjunção do saber local e acadêmico no processo de ensino-aprendizagem em agroecologia. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 12, n. 1, july 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/22307>. Acesso em: 20 july 2018.
Seção
Artigos