Bioatividade do Extrato Aquoso de Jacaranda decurrens subsp Symnetrifoliolata (Bignoniaceae) sobre Plutella xylostella (L., 1758) (LEPIDOPTERA: PLUTELLIDAE)

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Letícia Paula dos Santos Claudemir Antonio Garcia FIORATTI Rosicléia Matias SILVA Karyni Morais Rosilda Mara Mussury

Resumo

Atualmente, o método mais utilizado no controle de insetos indesejáveis em produções agrícolas para o cultivo de hortaliças, é de base agroquímica. No entanto, o uso negligente dessas substâncias podem ocasionar impactos negativos ao ambiente e à saúde pública. Uma alternativa a esta problemática, é a utilização de inseticidas cuja classe de compostos de ação repelente e/ou deterrente, foram extraídos de plantas. Portanto, o objetivo desta pesquisa foi avaliar o efeito do extrato aquoso de Jacaranda decurrens subsp Symnetrifoliolata (Bignoniaceae), sobre a preferência alimentar de larvas de Plutella xylostella (L.,1758) (Lepdoptera: Plutellidae). Para tanto, foi feito o extrato aquoso de J. decurrens a 10%, obtida pela razão massa/volume (m/v) do pó vegetal, sendo água destilada o solvente. Discos folheares de couve-manteiga (Brassica oleracea L. var. Acephala) foram imersos em cada tratamento, após isso dispostos em placas de Petri, constituindo os testes com e sem chance de escolha. Em cada placa foi liberada ao centro uma larva de terceiro instar e acompanhada sua atividade por 24 horas. Após esse período, foi avaliada a área foliar consumida e o efeito produzido pelo extrato vegetal. Observou-se que o extrato aquoso de J. decurrens, apresentou Índice de Preferência com o valor de 0,81, ou seja, com potencial fagodeterrente. Tal resultado confere ao extrato de J. decurrens característica inseticida, estando apto a ser utilizado como substância alternativa e eficaz, no controle de larvas da espécie P. xylostella.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SANTOS, Letícia Paula dos et al. Bioatividade do Extrato Aquoso de Jacaranda decurrens subsp Symnetrifoliolata (Bignoniaceae) sobre Plutella xylostella (L., 1758) (LEPIDOPTERA: PLUTELLIDAE). Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, jan. 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21724>. Acesso em: 04 dec. 2020.
Palavras-chave
: Manejo sustentável, bioinseticida, traça-das-crucíferas
Seção
Agroecol 2016 - Manejo de Agroecossistemas Sustentáveis

Referências

ALMEIDA, F. A. C.; JÚNIOR, P. J. S.; QUEIROGA, V. P.; NETO, A. F. OLIVIER, N. C.; ROJAS, A. B. G. Eficiencia de extractos vegetales como insecticida sobre Sitophilus zeamais en granos de maíz almacenados. Revista Ciências Técnicas Agropecuárias, Santa Rita, PB, Brasil, 2014.

BRANDÃO FILHO, J.U.T.; SANTOS, H. S.; MARAUS, P.F.; SANTOS, H.S. Controle químico da traça das crucíferas (Plutella xylostella) na cultura do repolho. Horticultura Brasileira, Brasília, DF, Brasil, 2010.

CORRÊA, J.C.R.; SALGADO, H.R.N. Atividade inseticida das plantas e aplicações: Revisão. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, SP, Brasil, 2011.

CZEPAK, C.; FERNANDES, P. M.; SANTANA, H. G.; TAKATSUKA, F. S.; ROCHA, C. L. Eficiência de inseticidas para o controle de Plutella xylostella (lepidoptera: plutellidae) na cultura do repolho (Brassica oleracea var. capitata). Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, GO, Brasil, 2005.

FAZOLIN, M.; COSTA, C. R.; DAMACENO, J. E. O.; ALBUQUERQUE, E. S.; CAVALCANTE, A. S. C. ESTRELA, J. L. V. Fumigação de milho para o controle do gorgulho utilizando caule de Tanaecium nocturnum (Bignoniaceae). Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, Brasil, 2010.

FILHO, M. M.; RESENDE, F. V.; VIDAL, M. C.; GUIMARÃES, J. A.; P. S. MOURA, A. P.; SILVA, P. S.; REYES, C. P. Manejo de pragas em hortaliças durante a transição agroecológica. Circular Técnica. Brasília, DF, Brasil, 2013.

GOMES, I. B.; TRINDADEI, R. C. P.; SANT’ANA, A. E. G.; LEMOS, E. E. P.; JÚNIOR, I. D. B. Bioactivity of microencapsulated soursop seeds extract on Plutella xylostella. Ciência Rural, Santa Maria, RS, Brasil, 2016.

GOUVEA, A.B.; VIEIRA, M.C.*; HEREDIA Z., N.A.; PINTO, J.V.C. Influência da densidade de plantio e da cama de frango na produção da carobinha (Jacaranda decurrens Cham. ssp. symmetrifoliolata Farias & Proença). Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Campinas, SP, Brasil, 2014.

KOGAN, M.; GOEDEN, R.D. The host-plant range of Lematrilineatadaturaphila (Coleoptera: Chrysomelidae). Annals of Entomological Society of America, 1970.

OLIVEIRA, A. T.; JUNQUEIRAI A. M. R.; FRANÇA, F. H. Impacto da irrigação por aspersão convencional na dinâmica populacional da traça-das-crucíferas em plantas de repolho. Horticultura Brasileira, Brasília, DF, Brasil, 2000.

SARMENTO, R.A.; AGUIAR, R. W. S.; AGUIAR, R. A. S. S.; VIEIRA, S. M. J.; OLIVEIRA, H. G.; HOLTZ, A. M. Revisão da biologia, ocorrência e controle de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera, Noctuidae) em milho no Brasil. Bioscience Journal, Uberlândia, MG, Brasil, 2002.

SEFFRINI, R. C. A. S.; COSTA, E. C.; LONGHI, S. J.; LOPES, S. J.; SANTOS, V. J. Comportamento alimentar de adultos de Diabrotica speciosa na presença de extratos aquosos de Meliaceae. Ciência Rural, Santa Maria, RS, 2008.

TORRES, A. L.; BARROS, R.; OLIVEIRA, J. V. Efeito de extratos aquosos de plantas no desenvolvimento de Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae). Neotropical Entomology, 2001.

VARANDA, E.M.; ZUNIGA, G.E.; SALATINO, A.; ROQUE, N.F.; CORCUERA, L.J. Effect of ursolic acid from epicuticular waxes of jacaranda decurrens on schlzaphls gramlnum. Journal of Natural Products, Washington, DC, Estados Unidos, 1992.

VIEGAS JÚNIOR, C. Terpenos com atividade inseticida: uma alternativa para o controle químico de insetos. Química nova, São Paulo, SP, Brasil, 2003.