Mapeamento das Áreas de Castanhais no Projeto de Assentamento Agroextrativista PAE- Botos/ Humaitá-AM

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Luciano Ferreira Paes Ana Claudia Fernandes Nogueira josé Cunegundes Weckner Rodrigues André Moreira Bordinhon Viviane Vidal da Silva

Resumo

O uso dos recursos naturais não madeireiros é uma prática comum em comunidades rurais amazônicas. Desta forma, este trabalho foi realizado no Projeto de Assentamento Agroextrativista Botos localizado no município de Humaitá/AM. O objeto central estava voltado ao uso sustentável da castanha-do-brasil, com vista a subsidiar a construção de um plano de uso comum dos castanhais presentes no PAE Botos. De acordo com dados levantados pelo Núcleo de Pesquisa e Extensão em Ambiente Socioeconomia e Agroecologia (NUPEAS) da Universidade Federal do Amazonas, na área do PAE Botos existem diversos conflitos que envolvem a coleta da castanha-do-brasil no período de outubro a março. Estão envolvidos neste conflito assentados do PAE Botos e proprietários de terras particulares localizadas no entorno do assentamento. Afim de identificar e mapear as áreas que são de direito dos assentados, o NUPEAS junto com o Instituto Nacional de Colonizaçao Reforma Agrária (INCRA) elaborou um plano de ação que foi dividido em quatro etapas. No entanto, este texto trará os resultados das duas primeiras etapas que consistiram na reunião de apresentação do projeto aos assentados e nas coletas dos dados de campo para o mapeamento dos castanhais.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
PAES, Luciano Ferreira et al. Mapeamento das Áreas de Castanhais no Projeto de Assentamento Agroextrativista PAE- Botos/ Humaitá-AM. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, jan. 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21620>. Acesso em: 05 dec. 2020.
Palavras-chave
Castanha do Brasil; Extrativistas; Conflitos, mapa.
Seção
Agroecol 2016 - Construção de Conhecimentos Agroecológicos

Referências

INCRA. Instituo Nacional de Colonização e Reforma Agraria. Portaria INCRA/SR (15) AM/N 08/2004.

LIMA, A. M. L.; KOZEL, S. Lugar e mapa mental: uma análise possível. Universidade Estadual de Londrina, Departamento de Geociências. Geografia. V. 18, n. 1, jan. /Jun. 2009.