Movimento da Permacultura no Mato Grosso do Sul

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Adriana Farina Galbiati

Resumo

O movimento da Permacultura representa uma significativa parcela do movimento de Agroecologia no Mato Grosso do Sul, especialmente nas áreas urbanas. O registro de como esse movimento se desenvolveu a partir de cursos, mutirões, palestras, projetos e eventos e os seus desdobramentos é o foco deste artigo. A Permacultura dá subsídios para a construção de sistemas humanos sustentáveis, produtivos e socialmente justos, baseados nos princípios de funcionamento da própria Natureza. Foi iniciada na Austrália, em 1974, por Bill Mollison e David Holmgren e chegou ao Brasil em 1992, com o primeiro curso ministrado por Bill Mollison e a fundação do Instituto de Permacultura da Bahia, por Marsha Hanzi. No Mato Grosso do Sul, o movimento se iniciou com o primeiro curso em 1997 e a fundação do Instituto de Permacultura Cerrado-Pantanal (IPCP) em 2000, iniciando a realização de projetos e cursos em comunidades indígenas, universidades e em mais de 28 instituições parceiras. Os iniciadores do movimento no Estado foram Ivone Riquelme e Skye, um permacultor australiano, seguidos por mais de 130 colaboradores, voluntários, ministrantes de cursos e coordenadores de projetos de Permacultura envolvendo as áreas de Bioconstrução, Sistemas Agroflorestais, Planejamento em Permacultura, Agricultura Urbana, Saneamento Ecológico e Economia Solidária, em 16 anos. Mais de 1.000 pessoas participaram diretamente das atividades promovidas. Hoje o movimento da Permacultura está ligado intimamente com o movimento de Agroecologia, através dos projetos de Agricultura Urbana e Sistemas Agroflorestais em diversos municípios do Estado

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
GALBIATI, Adriana Farina. Movimento da Permacultura no Mato Grosso do Sul. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, dec. 2016. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21572>. Acesso em: 03 dec. 2020.
Palavras-chave
pdc, agricultura urbana, saneamento ecológico, feiras de trocas, panc, bioconstrução
Seção
Agroecol 2016 - Desenvolvimento Rural e Urbano em Bases Agroecológicas