Educação do Campo e Soberania Alimentar Camponesa

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Rodrigo Simão Camacho

Resumo

Há necessidade de construção de uma Educação do Campo condizente com as especificidades do modo de vida camponês. Para alcançar tais objetivos precisamos entender o modo de vida dos mesmos. Entendemos que o campesinato possui uma lógica particular de reprodução baseada no tripé: terra-família-trabalho, sendo que esta lógica é oposta a lógica mercadológica da produção do agronegócio. Sua lógica baseia-se no trabalho familiar, pequena propriedade, produção diversificada de autoconsumo, venda dos excedentes e formação de agroecossistemas complexos e sustentáveis. Concebemos a Soberania Alimentar como um elemento fundamental que explicita a importância do campesinato. Em nossas pesquisas utilizamos como metodologia, a transcrição de fontes orais e de produção de textos dos estudantes-camponeses do 5º ano do Ensino Fundamental.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
CAMACHO, Rodrigo Simão. Educação do Campo e Soberania Alimentar Camponesa. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, dec. 2016. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21559>. Acesso em: 30 nov. 2020.
Seção
Agroecol 2016 - Educação do Campo

Referências

ALMEIDA, Rosemeire Aparecida de. (Re) criação do campesinato, identidade e distinção: a luta pela terra e o habitus de classe. São Paulo: UNESP, 2006.

ALMEIDA, Rosemeire Aparecida de. O conceito de classe camponesa em questão. Revista Terra Livre, São Paulo: AGB, ano 19, v. 2, n.21, p. 73-88, jul./dez. 2003.

ALMEIDA, Rosemeire Aparecida de; PAULINO, Eliane Tomiasi. Fundamentos teóricos para o entendimento da questão agrária: breves considerações. Revista Geografia, Londrina, v.9, n.2, p. 113-127, jul./dez. 2000.

ALMEIDA, Rosemeire Aparecida de.; PAULINO, Eliane Tomiasi. Terra e território: a questão camponesa no capitalismo. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

ARROYO, Miguel G.; CALDART, Roseli S.; MOLINA, Mônica C. Apresentação. In: ______ (Org.). Por uma educação do campo. Petrópolis: Vozes, 2004. p. 7-18.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O trabalho de saber: cultura camponesa e escola rural. Porto Alegre: Sulina, 1999.

CAMACHO, Rodrigo Simão. O ensino da geografia e a questão agrária nas séries iniciais do ensino fundamental. 2008. 462 p. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Aquidauana-MS, 2008.

CAMACHO, Rodrigo Simão. Paradigmas em disputa na Educação do Campo. Tese (Doutorado em Geografia) - Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente/SP, 2014.

CAMACHO, Rodrigo Simão; CUBAS, Tiago. A Recriação dos Territórios Camponeses por meio da Produção de Alimentos e Energia: A experiência do MPA em Frederico Westphalen/RS. Agrária (São Paulo. Online), v.1, p.4 - 44, 2011.

CHAYANOV, Alexander V. La Organización de la Unidad Económica Campesina. Buenos Aires: Ediciones Nueva Visión, 1974.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Soberania Alimentar como Território. Presidente Prudente: [s.n], 2010.

FERNANDES, Bernardo Mançano; MOLINA, Mônica Castagna. O campo da educação do campo. In: MOLINA, Mônica Castagna; JESUS, Sonia Meire Santos Azevedo de (Org.). Por uma educação do campo: contribuições para a construção de um projeto de educação do campo. Brasília: Articulação Nacional “Por Uma Educação do Campo”, 2004. p. 53-91. (Por Uma Educação do Campo, 5).

FERNANDES, Bernardo Mançano; WELCH, Clifford Andrew; GONÇALVES, Elienai Constantino. Políticas de agrocombustíveis no Brasil: paradigmas e disputa territorial. [S.l.: s.n.], 2011/prelo.

OLIVEIRA, Ariovaldo U. de. A agricultura camponesa no Brasil. 3. ed. São Paulo: Contexto, 1997.

STEDILE, João Pedro. Soberania alimentar, o que é isso? Revista Caros Amigos, São Paulo: Casa Amarela, ano 10, n. 120, p. 42, mar. 2007.

THOMAZ JR., Antônio. Trabalho, Reforma Agrária e Soberania Alimentar (Em Questão a Classe Trabalhadora e a Luta de Classes no Brasil). Revista Geocrítica (Versão resumida). Barcelona, 2007. Disponível em: .

WITTMAN, Hannah. Food Sovereignty: a new rights framework for food and nature?. Nova Iorque: Environment and Society; Berghahn Journals, 2011. p. 87-105.

WOORTMANN, Klaas. Com parente não se negoceia: o campesinato como ordem moral. Anuário antropológico, Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, n. 87, p. 11-73, 1990.