Aplicação Foliar de Biofertilizante no Cultivo de Feijão Preto em Bases Agroecológicas

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Mardileu Escobar Lorislene Quevedo Adenilto Soares Edmar Manoel Rogério Ferreira da Silva

Resumo

O trabalho teve como objetivo avaliar os aspectos de produção do feijão preto submetido à adubação orgânica com biofertilizante líquido. O experimento foi conduzido na área experimental da UEMS, Glória de Dourados, MS. O delineamento estatístico adotado foi o de blocos casualizados, com cinco repetições, sendo doses: D1 – 0% de biofertilizante, D2 – 5% de biofertilizante, D3 – 10% de biofertilizante, D4 – 15% de biofertilizante e D5 – 20% de biofertilizante. As variáveis avaliadas foram: altura de planta aos 50 dias após a semeadura (DAS), massa seca da parte aérea, número de vagens planta-1, número de grãos vagem-1, número de grãos planta-1 e produtividade. Aos 50 DAS do feijoeiro, observou-se efeito linear significativo para altura de planta com o aumento de concentrações de biofertilizante. O número de grãos planta-1 e produtividade da cultura do feijoeiro se ajustaram a uma linha de tendência quadrática, com respectivos pontos de máximo de 10,5 e 10,4 % de biofertilizante. O biofertilizante bovino apresenta potencial para aplicação, via foliar, no cultivo de feijão preto em sistemas agroecológicos, sendo recomendada dose de até 10,5%, havendo benefícios na altura de plantas, número de grãos planta-1 e rendimento de grãos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
ESCOBAR, Mardileu et al. Aplicação Foliar de Biofertilizante no Cultivo de Feijão Preto em Bases Agroecológicas. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, jan. 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21522>. Acesso em: 01 dec. 2020.
Palavras-chave
Palavras-chave: Phaseolus vulgaris, adubação orgânica, sustentabilidade
Seção
Agroecol 2016 - Manejo de Agroecossistemas Sustentáveis

Referências

ALVES, G. S.; SANTOS, D; SILVA, J. A.; NASCIMENTO, J. A. M; CAVALCANTE, L. F.; DANTAS, T. A. G. Estado nutricional do pimentão cultivado em solo tratado com diferentes tipos de biofertilizantes. Revista Acta Scientiarum, v.31, p.661-665, 2009.

BARROS, L.E.O.; LIBERALINO FILHO, J. Composto orgânico sólido e em suspensão na cultura do feijão-mungo-verde (Vigna radiata). Revista Verde, v.3, n.1, p.114-122, 2008.

BGE. Levantamento sistemático da produção agrícola. 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2016.

BROUGHTON, W. J.; HERNÁNDEZ, G.; BLAIR, M.; BEEBE, S.; GEPTS, P.; VANDERLEYDEN, J. Beans (Phaseolus spp.) – model food legumes. Plant and Soil, v. 252, p. 55 128, 2003.

CARNEIRO, J. C. S.; MINIM, V. P. R.; SOUZA Jr, M. M.; CARNEIRO, J. E. S.; ARAÚJO, G. A. A. Perfil sensorial e aceitabilidade de cultivares de feijão (Phaseolus vulgaris L.). Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 25, n. 1, p. 18-24, 2005.

DIDONET, A. D.; MOREIRA, J. A. A.; FERREIRA, E. P. B. Sistema de Produção Orgânico de Feijão para Agricultores Familiares. Santo Antônio de Goiás, GO: Embrapa Arroz e Feijão. 2009. 8p. (Comunicado Técnico, 173).

FERNANDES, R. C.; GUERRA, J. G. M.; ARAÚJO, A. P. Desempenho de cultivares de feijoeiro comum em sistema orgânico de produção. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.50, n.9, p.797-806, 2015.

PENTEADO, S.R. Introdução à Agricultura Orgânica: normas e técnicas de cultivo. Campinas: Ed. Grafimagem, 2000.110p.

ROCHA, D. P.; BRITO, M. F.; SANTOS, L. C.; SOUZA, R. L.; GALLO, A. S.; SILVA, R. F. Desempenho do feijoeiro sob o uso de biofertilizante em sistema orgânico de produção. Acta Iguazu, v.4, n.2, p. 97-109, 2015.

SOUSA, G. G.; MARINHO, A. B.; ALBUQUERUQE, A. H. P.; VIANA, T. V. A.; AZEVEDO, B. M. Crescimento inicial do milho sob diferentes concentrações de biofertilizante bovino irrigado com águas salinas. Revista Ciência Agronômica, v.43, n.2, p. 237-245, 2012.

THUNG, M.; SOARES, D. M.; AIDAR, H. Agregação de valores com feijões especiais. In: KLUTHCOUSKI, J.; STONE, L.F.; AIDAR, H. (Ed.). Fundamentos para uma agricultura sustentável, com ênfase na cultura do feijoeiro. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2009. p.81 96.