Percepção de produtores de leite com sistema Voisin em relação à implantação de Sistemas Silvipastoris

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Lunel Joseph Abdon L Schmitt Filho Daisy C Zambiazi Alfredo C Fantini Ademir A Cazella

Resumo

Os Sistemas Silvipastoris (SSP) utilizam técnicas de produção que integram árvores, pastagens e animais, numa mesma área. A interação desses componentes e práticas de manejo promovem uma serie de serviços ecossistêmicos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o posicionamento de produtores que fizeram a transição do sistema Voisin quanto à adoção de práticas silvipastoris. A coleta de dados foi realizada com entrevista estruturada em 60 propriedades agrícolas familiares, na região das Encostas da Serra Geral, Santa Catarina. A implantação de SSP, aliada ao sistema Voisin, proporcionaria ganhos sociais, produtivos, econômicos e ambientais, de acordo com os produtores entrevistados. Para 97% dos produtores, árvores nos piquetes poderiam aumentar o bem-estar animal, e 83% afirmam que aumentaria a fertilidade do solo, além da quantidade e qualidade de pasto produzido. Os produtores relatam ainda que aumentaria a produtividade de leite e as árvores poderiam fornecer madeiras e frutos, gerando renda e agregando valor à propriedade. Quanto aos benefícios ambientais, para os voisinistas, o SSP poderia diminuir a erosão do solo, proteger o pasto, minimizando os efeitos da seca em épocas de estiagem, e aumentar a diversidade biológica. No entanto, 75% responderam que as vacas seriam os principais obstáculos para o plantio de árvores, e que se as mudas fossem doadas ou produzidas nas propriedades, eles plantariam. Com a Análise de Correspondência Múltipla, pode-se concluir que os produtores de leite com sistema Voisin aceitam e veem no SSP uma alternativa para a melhora das pastagens e produtividade de leite, além de prestarem serviços ecossistêmicos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
JOSEPH, Lunel et al. Percepção de produtores de leite com sistema Voisin em relação à implantação de Sistemas Silvipastoris. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, jan. 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21439>. Acesso em: 30 nov. 2020.
Palavras-chave
Serviços ecossistêmicos; Manejo ecológico; Manejo sustentável
Seção
Agroecol 2016 - Manejo de Agroecossistemas Sustentáveis

Referências

AGRI/CEPA. Síntese Anual da Agricultura de Santa Catarina 2013-2014.
EPPING, Jailso. Grupo de Pastoreio Voisin: análise da metodologia empregada na implantação dos projetos. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.
FARLEY, J; SCHMITT F, A; ALVES J.P.; REBOLA, B.M. The farmer’s viewpoint: Payment for ecosystem services and agroecologic pasture based dairy production. Advances in Animal Biosciences. v.1, 2010, p.490-491.
MACHADO, L. C. P. Pastoreio Racional Voisin: tecnologia agroecológica para o terceiro milênio. Porto Alegre: Cinco Continentes, 2004, 314p.
PORFÍRIO-DA-SILVA, V. Sistemas silvipastoris em Mato Grosso do Sul. Para quê adota-los? In: SEMINÁRIOS SISTEMAS AGROFLORESTAIS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, 2003, Campo Grande, MS: Embrapa Gado de Corte. 2003.
R DEVELOPMENT CORE TEAM, 2009. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. ISBN 3-900051-07-0, URL http://www.R-project.org.
SCHMITT FILHO, A. L. et al. Integrating Agroecology with Payments for Ecosystem Services in Santa Catarina’s Atlantic Forest. Governing the Provision of Ecosystem Services. Studies in Ecological Economics. v. 4, p. 333-335. 2013.
VENABLES, W.N.; RIPLEY B.D. Modern Applied Statistics with S: MASS. Fourth Edition. Springer, New York, 2002.
WICKHAM, H. ggplot2: Elegant Graphics for Data Analysis. Springer-Verlang, New York, 2009.