Espaço Agroecológico Interdisciplinar na Escola do Campo em Itahum, Dourados, MS

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Bruno Moura Bezerra Jefferson Afonso Roppa Allison Cesar Martins Souza Izabel da Silva Mauro Sérgio Almeida de Lima

Resumo

A Educação do Campo é uma conquista recente dos povos e movimentos do campo, e sua construção deve observar o contexto regional buscando sempre relacionar o local de moradia e de vida com o conteúdo aplicado nas escolas. Também existe a necessidade de interdisciplinaridade e foco na agroecologia que são requisitos da disciplina TVT (Terra, Vida e Trabalho), específica da Educação do Campo. Sendo assim, o presente artigo propõe se em demonstrar a criação de um espaço agroecológico em construção na escola do campo Antônio Vicente Azambuja no distrito de Itahum, município de Dourados, Mato Grosso do Sul para a discussão e praticas agroecológicas. A escola atende os alunos oriundos, em sua maioria, dos assentamentos rurais Amparo e Lagoa Grande e a intenção é a troca de experiências nos projetos desenvolvidos a partir de práticas agroecológicas, para que sejam reproduzidos em seus locais de moradia. Os alunos trazem consigo conhecimentos e os professores direcionam e aprimoram para construção da horta agroecológica, pomar doméstico, horto de plantas medicinais, compostagem e SAF (Sistema Agroflorestal) com orientação de instituições parceiras.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
BEZERRA, Bruno Moura et al. Espaço Agroecológico Interdisciplinar na Escola do Campo em Itahum, Dourados, MS. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, jan. 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21423>. Acesso em: 03 dec. 2020.
Palavras-chave
Educação do Campo, Agroecologia, Meio Ambiente, Educação.
Seção
Agroecol 2016 - Educação do Campo

Referências

ALTIERI, M. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. Guaíba: Agropecuária, 2002.

ARAUJO, J. F. Canais alternativos de Comercialização. Série Cartilha Agroecologia, v. II. Salvador: EDUNEB, 2014.

BRASIL. Lei Nº 10.831, de 23 de dezembro de 2003. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 dez. 2003. Seção 1, p. 8.

CALDART, R. S. Sobre educação do campo. In: SANTOS, Clarice Aparecida dos. (Org.). Por uma educação do campo: campo-políticas públicas-educação. 1. ed. Brasília: INCRA/MDA, 2008.

CALDART, R. S. Por uma educação do campo: traços de uma identidade em construção. In: Educação do campo: identidade e políticas públicas – Caderno 4. Brasília: Articulação Nacional “Por Uma Educação Do Campo” 2002.

CARLOS, J. G. Interdisciplinaridade no Ensino Médio: desafios e potencialidades. UNB. Brasília-DF, 2007. Disponível em . Acesso em 15/01/2016 as 16h30min.

FAZENDA, I. C. A. (org.). O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008.

------------------------------------Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. 4. ed. Campinas: Papirus, 1994.

FERNANDES, B. M. Reforma agrária e educação do campo no governo lula. Campo-território: revista de geografia agrária, v. 7, n. 14, p. 1-23, ago., 2012. Disponível em http://www.seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/viewFile/17406/11184. Acesso em 16 de agosto de 2016.

FERNANDES, B. M.; MOLINA, M. C.; JESUS, S. M. S. A. (orgs.). Contribuições para a construção de um projeto de educação do Campo – Brasília, DF: Articulação Nacional Por uma Educação Básica do Campo, 2005.

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

GLIESSMAN, S. R. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. - 4ª Ed. – Porto Alegre: Ed. Universidade/ UFRGS, 2009.

LEITE, S. C. Os camponeses e a política no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1981.

MARTINS, F. J. Educação do Campo: processo de ocupação social e escolar. Congresso Intern. Pedagogia Social, mar. 2009.

MARSCHNER, W. Lutando e ressignificando o rural em campo – notas epistemológicas. Interações, Campo Grande, v. 12, n. 1 p. 41-52, jan./jun. 2011.

PADOVAN, M. P.; CAMPOLIN, A. I. Caminhos para mudanças de processos e práticas rumo à Agroecologia. Dourados, MS: Embrapa Agropecuária Oeste, 2011. 52 p.

PADOVAN, M. P.; KOMORI, O. K. A questão das pragas e doenças em Agroecologia. In: PADOVAN, M. P. (Org.). Conversão de sistemas de produção convencionais para agroecológicos: novos rumos para a agricultura familiar. Dourados-MS: Edição do Autor, 2006. p. 105-118.

RESOLUÇÃO SED/MS nº 2.501, de 20 de dezembro de 2011.

RESOLUÇÃO/SED/MS nº 3.016, de 04 de fevereiro de 2016.

RESOLUÇÃO SED/MS nº 3.020, de 05 de fevereiro de 2016.