Banco de Sementes Crioulas, Tradicionais e Locais do Instituto Federal do Paraná, Campus Ivaiporã

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

João Batista de Souza Junior Layla Thamires de Oliveira Elma José Rosa Teixeira Gisele Fernanda Moura Ellen Rúbia Diniz

Resumo

Com o objetivo de incentivar e fomentar iniciativas de resgate, conservação e uso de sementes ou outros materiais propagativos de variedades crioulas, tradicionais ou locais foi implantando um banco de sementes na dependência do Instituto Federal do Paraná no campus de Ivaiporã - Paraná. A implantação ocorreu em 2012, por meio de ações articulada por docentes e alunos da instituição. O banco está em plena expansão, visto que, em 2012 contava com o registro de 55 variedades, mas hoje já são mais de 185 variedades. De todas essas variedades catalogadas existem uma diversidade de gêneros incluindo plantas alimentícias, medicinais, condimentares, aromáticas, frutíferas, forrageiras, gramíneas, leguminosas e de adubação verdes. Para a conservação deste banco são executadas atividades de identificação, catalogação, multiplicação e verificação dos índices germinativos destas sementes. Inclusive para a divulgação e ampliação deste banco a equipe participou de algumas feiras de troca de semente, entre as quais a III Feira da Economia solidária e agroecologia realizada em laranjeiras do Sul-PR, I e II Feira da Regional da Agrobiodiversidade em Ortigueira-Pr. Além disto, frequentemente são efetuadas troca de sementes, materiais vegetativos e propagativos crioulos com agricultores familiares e assentados da região. Estes bancos de sementes vêm fortalecendo a agricultura familiar local, e consequentemente vem contribuído para o desenvolvimento de ações pedagógico, de pesquisa e extensão do curso técnico em Agroecologia desta instituição.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DE SOUZA JUNIOR, João Batista et al. Banco de Sementes Crioulas, Tradicionais e Locais do Instituto Federal do Paraná, Campus Ivaiporã. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, jan. 2017. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21383>. Acesso em: 04 dec. 2020.
Palavras-chave
Agrobiodiversidade; Material Genético; Agricultor familiar; Resgate de sementes; Identidade camponesa;
Seção
Agroecol 2016 - Desenvolvimento Rural e Urbano em Bases Agroecológicas

Referências

BRAZIL. LEI No 10.711, de 5 de Agosto de 2003. Dispõe sobre o Sistema Nacional de Sementes e Mudas e dá outras providências.

FAO. 1999a. Agricultural Biodiversity, Multifunctional Character of Agriculture and Land Conference, Background Paper 1, Maastricht, September 1999.

FREITAS, F. O. Sementes Crioulas uma abordagem em comunidades indígenas. Comunicado Técnico 127, Brasília, DF: EMBRAPA, agosto de 2005.

IBGE. Censo Agropecuário 2006. Agricultura Familiar. Primeiros resultados. Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação. Brasília/Rio de Janeiro: MDA/MPOG, 2009.

JESUS, E. L. de. Da Agricultura Alternativa à Agroecologia: Para além das disputas conceituais. Agricultura Sustentável, Jaguariúna, v.1-2, p.13-27,1996

MACHADO , A. T; SANTILLI, J; MAGALHÃES, R. A agrobiodiversidade com enfoque agroecológico: implicações conceituais e jurídicas.- Brasilia, Df: Embrapa Informações Tecnológicas, 2008

SEVILLA , E. G. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável. In: AQUINO, A. M; ASSIS, R. L. (Ed.) Agroecologia: princípios e técnicas para uma agricultura orgânica sustentável. Brasília, DF : Embrapa Informação Tecnológica, 2005.

SILVA, D. E; ALMEIDA, P. Um passeio pela Festa da Semente da Paixão. Agriculturas - v. 4 – no 3 - outubro de 2007. Disponível em: < https://festasementedapaixao.files.wordpress.com/2010/03/um-passeio-pela-festa-da-semente-da-paixao.pdf>. Acesso em 02/07/2016