Análise de crescimento de variedades de laranja sob sistema de produção orgânico para cidade de Lontras/SC

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Mirielle Aline Grein Leonardo De Oliveira Neves Jeferson Ieler Aldir De Souza Junior Felipe José Estevão

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar o crescimento de variedades de laranja sob sistema de produção orgânico na região do Alto Vale do Itajaí/SC. A produção de citros tem de grande importância tanto para consumo in natura como para fabricação de sucos, existindo desta forma, procura crescente da necessidade de melhoria da qualidade dos frutos. O sistema de produção orgânico apresenta uma ótima alternativa, sendo economicamente viável, além de ser uma maneira conservacionista de produção. A região do Alto Vale do Itajaí se destaca para a produção citrícola, principalmente pelo clima propiciar frutos de excelente qualidade e intensa coloração. O pomar é composto por três variedades de laranja sendo: Folha Murcha, Valência e Iapar 73. Sua implantação ocorreu em agosto de 2014 e foram realizadas 05 coletas de dados primários, altura da planta e diâmetro do caule. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, sendo 03 tratamentos com 03 parcelas. Não houve diferença significativa na análise de crescimento, tanto na altura da planta, como no diâmetro de caule, o crescimento foi muito baixo, possivelmente devido a não realização de manejo cultural durante o período de análise.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
GREIN, Mirielle Aline et al. Análise de crescimento de variedades de laranja sob sistema de produção orgânico para cidade de Lontras/SC. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, dec. 2016. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21351>. Acesso em: 02 dec. 2020.
Palavras-chave
citros, altura, pomar
Seção
Agroecol 2016 - Desenvolvimento Rural e Urbano em Bases Agroecológicas

Referências

CAMARGO A. M. M. P.; CASER D.V.; CAMARGO FILHO, W. P.; CAMARGO, F. P.; VOELHO P. J. Área cultivada com agricultura orgânica no estado de São Paulo, 2006.

EMBRAPA. EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Produção brasileira de laranja. 2013.

FIGUEIREDO, J. O.; PIO, R. M.; SOBRINHO, J. T.; MULLER, G. W. M.; SALIBE, A. A. Laranja valência. Citromudas Ouro Verde (2012). Disponível em: http://citromudasouroverde.com.br/mudasdecitros.php. Acesso em: 03 de set. 2016.

IAPAR, INSTITUTO AGRONÔMICO DO PARANÁ. Laranja doce IAPAR 73. Recomendações técnicas para a cultivar IAPAR 73. Maio, 1996.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA ESTATÍSTICA. Indicadores IBGE. Estatística da Produção Agrícola. 2013.

STUCHI, E. S.; DONADIO, L. C. Laranjeira ‘Folha-Murcha’ – Boletim citrícola, 12. Jaboticabal Funep, 2000.

USDA - UNITED STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE. Foreign agricultural service. Citrus: world markets and trade, 2012.