Estudos Preliminares Para o Potencial Uso do Repolho Como Herbicida Natural: Práticas Para o Manejo Agroecológico

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Adriano Maltezo da Rocha http://orcid.org/0000-0002-0032-0034 Ricardo Adriano Felito Oscar Mitsuo YAMASHITA Wagner Gervazio Teli Cristiane Briekowiec Kremer

Resumo

O objetivo da pesquisa foi avaliar o potencial do extrato aquoso de cultivares de repolho na germinação e desenvolvimento inicial de sementes de alface (Lactuca sativa L.). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x4, sendo as variedades verde e roxo selecionadas para o estudo e as concentrações de 0; 1,25; 2,5; 5; 10% (peso/volume), onde a concentração zero correspondeu à testemunha, composta apenas por água destilada, havendo quatro repetições em cada tratamento. As avaliações ocorreram entre o primeiro e o sétimo dia, a fim de quantificar diariamente o Índice de Velocidade de Germinação (IVG) e, ao sétimo dia, foram avaliados a porcentagem de germinação (%), comprimento aéreo, comprimento radicular, massa verde total e massa seca total. Nota-se que o extrato aquoso de ambas as variedades de repolho provocaram redução na taxa germinativa e desenvolvimento inicial de alface. Destes, a variedade roxa demonstrou melhores resultados nas variáveis comprimento radicular e massa verde total. As maiores reduções foram observadas em concentrações acima de 5% em todos os parâmetros analisados. Dessa forma, torna-se uma espécie promissora para o desenvolvimento de práticas de manejo agroecológico em agroecossistemas sustentáveis.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DA ROCHA, Adriano Maltezo et al. Estudos Preliminares Para o Potencial Uso do Repolho Como Herbicida Natural: Práticas Para o Manejo Agroecológico. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, dec. 2016. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21281>. Acesso em: 05 dec. 2020.
Palavras-chave
Bio-herbicida; Alelopatia; Brassica oleracea; Sustentabilidade
Seção
Agroecol 2016 - Manejo de Agroecossistemas Sustentáveis

Referências

ARAÚJO, É.O.; SANTANA, C.N.; ESPÍRITO SANTO, C.L. Potencial alelopático de extratos vegetais de Crotalaria juncea sobre a germinação de milho e feijão. Revista Brasileira de Agroecologia, Porto Alegre, v. 6, n. 1, p. 108-116, 2011.

BLANCO, O.H.N. Herbicida natural, uma dica? e sua receita... 2012. Disponível em: http://oextensionista.blogspot.com.br/2012/02/herbicida-natural-uma-dica-e-sua.html. Acesso em 03 set. 2016.

BRASIL. Ministério da Agricultura e Reforma Agrária. Regras para análise de sementes. Brasília: SNDA/ DNDV/CLAV, 2009. 367 p.

CÂNDIDO, A.C.S.; SCHIDT, V.; LAURA, V.A.; FACCENDA, O.; HESS, S.C.; SIMIONATTO, E.; PERES, M.T.L.P. Potencial alelopático da parte aérea de Senna occidentalis (L.) Link (Fabaceae, Caesalpinioideae): bioensaios em laboratório. Acta Botânica Brasílica, Belo Horizonte, v. 24, n.1, p. 235-242, 2010.

CARDOSO, P.H.F.; SILVA, A.S.; COSTA, A.N.S.; SANTOS, J.M.A.; SILVA, P.C.L.; SILVA, R.A. Abordagem fitoquímica do extrato aquoso de Brassica oleracea var. capitata (repolho roxo). 2012. In: Congresso Brasileiro de Química, 52. Anais... Sociedade Brasileira de Química, Recífe, 2012.

CORREIA, N.M.; DURIGAN, J.C. Influência do tipo e da quantidade de resíduos vegetais associados a herbicidas residuais no desenvolvimento da cultura da soja. Bragantia, Campinas, v.65, n.3, p.421-432, 2006.

LUCCHESI, A.A.; OLIVEIRA, R.F. Efeito inibitório na germinação, induzido pelo extrato de couve (Brassica oleracea L. var. acephala DC.). An.Esalq, Piracicaba, v.45, n.1, p. 167-187, 188.

PUTNAM, A.R.; DUKE, W.B. Allellopathy in a agro ecosystems. Annual Review of Phytopathology, Palo Alto, v. 16, p.431-451, 1978.

FERREIRA, A.G.; AQÜILA, M.E.A. Alelopatia: uma área emergente da ecofisiologia. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, Campinas, v.12, n.esp, p.175-204, 2000.

FERREIRA, D. F. Sisvar: um sistema computacional de análise estatística. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011.

FILGUEIRA, F.A.R. Novo manual de olericultura. 3.ed. Viçosa: UFV. 2008. 421p.

MAGUIRE, J.D. Speed of germination aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, Madison, v.2, n.2, p.176-77, 1962.

MEDEIROS, A.R. Determinação de potencialidade alelopáticas em agroecossistemas. 1989. 92 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, 1989.

MULLER, C.H. The role of chemical inihibition (Allelopathy) in vegetational composition. Torrey botanical society, Lawrence, v. 93, sn, p. 332-351, 1966.

OLIVEIRA, J.S.; PEIXOTO, C.P.; POELKING, V.G.C.; ALMEIDA, A.T. Avaliação de extratos das espécies Helianthus annuus, Brachiaria brizantha e Sorghum bicolor com potencial alelopático para uso como herbicida natural. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Campinas, v.17, n.3, p.379-384, 2015.

PEREIRA, T.S.; VIDAL, M.C.; RESENDE, F.V. Efeito de solo previamente cultivado com plantas aromáticas na germinação e no desenvolvimento inicial de alface. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Campinas, v.17, n.4, p.543-549, 2015.

REZENDE, G.J.C.; YAMASHITA, O.M.; BATISTÃO, A.C.; ROCHA, V.F.; GERVAZIO, W. Uso de extrato aquoso de repolho como herbicida natural. Revista Cultivando o Saber, Cascavel, v. 9, n. 2, p. 125-136, 2016.

RICE, E.L. Allelopathy. 2. ed. San Diego: Academic Press, 1984. 422 p.

RIZZARDI, A.; RIZZARDI, M.A.; LAMB, T.D.; JOHANN, L.B. Potencial alelopático de extratos aquosos de genótipos de canola sobre Bidens pilosa. Planta Daninha, Viçosa, v.26, n.4, p.717-724, 2008.

SILVEIRA, P. F.; MAIA S. S.; COELHO, M. F. B. Potencial alelopático do extrato aquoso de cascas de jurema preta no desenvolvimento inicial de alface. Revista Caatinga, Mossoró, v.25, n.1, p.20-27, 2012.