Fortalecendo o Protagonismo Juvenil nas Comunidades do Corrimboque e Barroca no Curimataú Paraibano

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Rayana Vanessa Alves Silva Joana Darck Pê Nero Suênia Maria dos Ramos VERÍSSIMO Socorro Raimundo da Silva Alexandre Eduardo de Araújo

Resumo

O presente trabalho corresponde às atividades do tempo comunidade do projeto: Juventude rural fortalecendo a inclusão produtiva na zona da mata e brejo paraibano, que abrange jovens da região do Semiárido paraibano, realizado no centro de formação Elizabeth e João Pedro Teixeira, Lagoa Seca-PB, pela UFPB, PRONERA, INSA e INCRA, o qual utiliza a metodologia da pedagogia da alternância. O tempo comunidade é direcionado para os educandos do curso a socializarem os conhecimentos adquiridos no tempo escola, com a juventude das comunidades/assentamentos dos mesmos. O objetivo da experiência foi à implantação, junto ao grupo de jovens da comunidade da educanda responsável pelo projeto, de palma forrageira resistente à cochonilha do carmim na comunidade, com intuito de manter como banco de semente para o cultivo da forrageira ser disseminada na comunidade, assim fortalecendo e garantido a cultura tão importante para a região Nordeste do Brasil. O presente trabalho é uma experiência de organização da comunidade, corresponde às atividades do projeto do tempo comunidade, onde o mesmo foi planejado e construído com os dois grupos de jovens “Eu vim para servir” da comunidade Corrimboque e o grupo “MEJ” (Movimento eucarístico jovem) da comunidade barroca em comunhão com a Catequese Familiar do município de Solânea-PB. Todas as atividades de intercambio e diagnóstico realizado das comunidades, seguido do plantio de cerca de 500 raquetes das variedades resistente de palma forrageira, orelha de elefante, baiana e doce ou miúda na comunidade corrimboque, contribuíram para o fortalecimento do protagonismo da juventude campesina das duas comunidades.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SILVA, Rayana Vanessa Alves et al. Fortalecendo o Protagonismo Juvenil nas Comunidades do Corrimboque e Barroca no Curimataú Paraibano. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, dec. 2016. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21273>. Acesso em: 26 nov. 2020.
Palavras-chave
Agricultura familiar campesina, juventude campesina, grupo de jovens, cultivo da Palma forrageira
Seção
Agroecol 2016 - Desenvolvimento Rural e Urbano em Bases Agroecológicas