Uso de composto orgânico na produção de mudas de rúcula (Eruca sativa)

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Diego Souza Tosta Matheus Wandermure Silva Sandy Queiroz Espinoso Ariane Cardoso Costa Wallace Luís de Lima

Resumo

O presente estudo teve como objetivo avaliar a produção de mudas de rúculas (Eruca sativa) em diferentes concentrações e substratos. O experimento foi conduzido em bandejas de 200 células em casa de vegetação no Setor de Agroecologia do Ifes - Campus de Alegre, em delineamento experimental inteiramente casualizado (DIC) em esquema fatorial 3x4, sendo as parcelas constituídas em 3 substratos e 4 concentrações, totalizando 9 tratamentos em 10 repetições por tratamento. As avaliações biométricas, que foram: número de folhas, diâmetro do colo, altura da parte aérea, comprimento da maior raiz (cm/plântula), massa fresca parte aérea (g/plântula), massa fresca da raiz (g/plântula), massa fresca total (g/plântula). Os dados das avaliações realizadas foram submetidos ao teste de médias e à análise de variância. Em caso de significância das interações, a comparação entre substratos dentro de cada concentração, foi empregado o teste Tukey ao nível de 5% de probabilidade. As combinações dos substratos testadas promoveram efeitos pelo teste de Tukey (P<0,05) significativo nas variáveis avaliadas para mudas. Com o principal objetivo de restringir o uso de fertilizantes químicos, minimizar os gastos e proporcionar uma melhor saúde para o agricultor e a sociedade, o emprego do substrato orgânico é de fundamental importância e foi o que proporcionou o maior desenvolvimento das mudas das culturas estudadas. O substrato orgânico na concentração 75% proporcionou resultados semelhantes e/ou superiores aos demais substratos e concentrações estudadas, demonstrando uma maior eficiência de seu uso na produção de mudas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
TOSTA, Diego Souza et al. Uso de composto orgânico na produção de mudas de rúcula (Eruca sativa). Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, dec. 2016. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21097>. Acesso em: 01 dec. 2020.
Seção
Agroecol 2016 - Desenvolvimento Rural e Urbano em Bases Agroecológicas

Referências

FILGUEIRA, F. A. R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 2 Ed, rev, ampl, Viçosa: UFV, 2008, 421, P, il.

FILGUEIRA, F. A. R. Novo Manual de Olericultura: Agrotecnologia moderna na produção de hortaliças. 2. ed., 2003. 412 p.

LEAL, M. A. A.; GUERRA, J. G. G.; PEIXOTO, R. T. G.; ALMEIDA, D. L. 2007. Utilização de compostos orgânicos como substrato na produção de mudas de hortaliças. Horticultura Brasileira 25: 392-395.

REGHIN, M. Y.; OTTO, R. F.; OLINIK, J. C.; JACOBY, F. S. Produtividade da chicória (Cichorium endivia L.) em função de tipos de bandejas e idade de transplante de mudas. Ciência e Agrotecnologia, v. 31, p. 739-747, 2007.