Agroecologia E Agricultura Familiar A Partir De Um Estudo Bibliométrico Nas Bases De Dados Nacionais

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Gabrielli do Carmo Martinelli Luiz Cândido Martins Erlaine Binotto

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo evidenciar como as temáticas da agroecologia e agricultura familiar tem sido discutida nas bases de dados brasileira, realizou-se uma análise bibliométrica, nas bases de dados Scielo, Spell, Google Acadêmico e BDPA- Embrapa. A pesquisa permitiu identificar 37 artigos relacionados as duas temáticas. A partir da análise dos dados foi percebido que a agroecologia e agricultura familiar ganhou representatividade a partir de 2008. Os estudos estão voltados a um modelo alternativo e sustentável de desenvolvimento socioeconômico para o agricultor familiar. Acredita-se que esse mapeamento contribuirá de forma efetiva para visualização dos autores e do corpo de conhecimento, estimulando o debate sobre a produção científica do assunto em pauta nacional.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
MARTINELLI, Gabrielli do Carmo; MARTINS, Luiz Cândido; BINOTTO, Erlaine. Agroecologia E Agricultura Familiar A Partir De Um Estudo Bibliométrico Nas Bases De Dados Nacionais. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 11, n. 2, dec. 2016. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/21051>. Acesso em: 02 dec. 2020.
Palavras-chave
Agroecologia e agricultura familiar; prática sustentável; modelo alternativo.
Seção
Agroecol 2016 - Construção de Conhecimentos Agroecológicos

Referências

ALTIERI, M. A; MONZOTE, F. R. F; PETERSEN, P. Agroecologically efficient agricultural systems for smallholder farmers: contributions to food sovereignty. Agron. Sustain. Dev. (2012) 32:1–13 DOI 10.1007/s13593-011-0065-6.
ASSIS, R. L de; JESUS, E. L de. Agroecologia em Mato Grosso do Sul: Princípios, Fundamentos e Experiências. Dourados: Embrapa Agropecuária Oeste; Campo Grande: IDATERRA, 2002. P, 39.
FINATTO, R. A; SALOMANI, G. Agricultura familiar e agroecologia: perfil da produção de base agroecológica do município de Pelotas/RS. Soc. nat. (Online) vol.20 no.2 Uberlândia Dec. 2008.
GOMEZ, L. F; RIOS-OSORIO, L. A; ESCHENHAGEN DURAN, M. L. THE CONCEPT OF SUSTAINABILITY IN AGROECOLOGY. Revista U.D.C.A Actualidad & Divulgación Científica, Dez 2015, Volume 18 Nº 2 Páginas 329 – 337.
GRISA, C; SCHNEIDER, S. Três gerações de políticas públicas para a agricultura familiar e formas de interação entre sociedade e estado no Brasil. Rev. Econ. Sociol. Rural vol.52 supl.1 Brasília 2014.
MEJÍA, M. F. Rural school in the Tenza Valley, rural education and agroecology reflections on rural "development". Revista Agronomía Colombiana, Jun 2011, Volume 29 Nº 2 Páginas 501 – 506.
MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO – MDA. Agricultura familiar: desempenho e perspectivas para 2016. Disponível em: http://www.mda.gov.br/sitemda/artigo-agricultura-familiar-desempenho-e-perspectivas-para-2016#_ftn1 Acesso em: Jun. 2016.
MOLINA, M. G. de. Introducción a la agroecología. Madrid: SEAE, 2011 (Cuadernos Técnicos SEAE Série: Agroecolgía y Ecología Agraria).
MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. tradução de Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya ; revisão técnica de Edgard de Assis Carvalho. – 2. ed. – São Paulo : Cortez ; Brasília, DF : UNESCO, 2000.

NODARI, R. O; GUERRA, M. P. A agroecologia: estratégias de pesquisa e valores. Revista Estudos Avançados, Abr 2015, Volume 29 Nº 83 Páginas 183 – 207.
PADOVAN, M. P; CAMPOLIN, A. I. Caminhos práticas rumo à para mudanças de processos e Agroecologia. Embrapa Agropecuária Oeste Dourados, MS 2011. Disponível em: http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/54737/1/LIVRO-AGROECOLOGIA.pdf. Acesso em: 01 de Jul. 2016.

SOUZA, L. R. S de. A modernização conservadora da agricultura brasileira, agricultura familiar, agroecologia e pluriatividade: diferentes óticas de entendimento e de construção do espaço rural brasileiro. Cuad. Desarro. Rural vol.8 no.67 Bogotá July/Dec. 2011. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S012214502011000200010&lang=pt. Acesso em: 01 de jul. 2016.
SANTOS, C. F. dos; SIQUEIRA, E. S; ARAÚJO, I. T. de; MAIA, Z. M. G. A agroecologia como perspectiva de sustentabilidade na agricultura familiar. Revista Ambiente & Sociedade, Jun 2014, Volume 17 Nº 2 Páginas 33 – 52.
SCHMITT, C.J. Transição agroecológica e desenvolvimento rural: um olhar a partir da experiência brasileira. In: SAUER, S.; BALESTRO, M.V. (Org.). Agroecologia e os desafios da transição Agroecológica. São Paulo: Expressão Popular, 2009.
SANTOS, C. F. dos; SIQUEIRA, E. S; MAIA, Z. M. G; ARAÚJO, I. T de. A AGROECOLOGIA COMO PERSPECTIVA DE SUSTENTABILIDADE NA AGRICULTURA FAMILIAR. Ambient. soc. vol.17 no.2 São Paulo Apr./June 2014.
SOUZA, L. R. S. de. A modernização conservadora da agricultura brasileira, agricultura familiar, agroecologia e pluriatividade: diferentes óticas de entendimento e de construção do espaço rural brasileiro. Cuad. Desarro. Rural vol.8 no.67 Bogotá July/Dec. 2011.
WEZEL, A., S. BELLON, T. DORÉ, C. FRANCIS, D. VALLOD e C. DAVID. 2009. Agroecologia como uma ciência, um movimento e uma prática:. uma revisão Agronomia e Desenvolvimento Sustentável 29 (4):. 503-515. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1051/agro/2009004. Acesso em: 01 de jul. 2016.

ZAMBERLAM, Jurandir; FRONCHETI, Alceu. Agroecologia: caminho de preservação do agricultor e do meio ambiente. Petrópolis-RJ: Vozes, 2012. Disponível em: file:///C:/Users/Windows/Downloads/723-3900-1-PB%20(1).pdf. Acesso em: 01 de jul. 2016.