Questão Agrária e Hegemonia: manejos dos agroecossistemas em um pré-assentamento em Planaltina/DF

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Luis Henrique Gomes de Moura Luis Carlos Pinheiro Machado Rafael Litvin Villas-Boas

Resumo

A questão agrária brasileira foi absorvida pelo discurso hegemônico do agronegócio, transformando a reforma agrária em um programa de resolução de conflitos locais. O lento, porém gradual, abandono da reforma agrária, contou com diversos instrumentos, deslocando os movimentos sociais da guerra de movimento para a disputa dentro da institucionalidade. Uma das materialidade recentes desta estratégia é o o pré-assentamento. Este é um não-lugar criado pelo aparato burocrato-institucional para inviabilizar a conquista das famílias, formando um hiato temporal entre o acampamento e o assentamento. O manejo da agrobiodiversidade nestes pré-assentamentos é baseado em uma situação contraditória: as famílias conquistam o acesso à terra, porém a não regularização do assentamento as privam de acessar qualquer política pública, como assistência técnica, crédito agrícola e programas de agroindustrialização e comercialização. Este manejo é também estruturado a partir do processo de alienação ser humano – natureza, base da falha metabólica da sociedade. Este artigo utilizou a análise-diagnóstico dos sistemas agrários como metodologia para sistematizar os diferentes manejos da agrobiodiversidade realizados pelos trabalhadores rurais do pré-assentamento Oziel Alves II, em Planaltina (DF). A partir desta análise observou-se como a hegemonia da classe dominante, principalmente em seu viés tecnológico-produtivo, adentra a conquista da terra pelos movimentos sociais e conforma o novo território à sua lógica. A compreensão dos movimentos hegemônicos e suas debilidades são fundamentais para a construção da autonomia camponesa do futuro assentamento e de um bloco contra hegemônico. Três eixos se apresentam como prioritários para alcançar esse objeto: a cooperação, a agroecologia e a comercialização solidária.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
MOURA, Luis Henrique Gomes de; MACHADO, Luis Carlos Pinheiro; VILLAS-BOAS, Rafael Litvin. Questão Agrária e Hegemonia: manejos dos agroecossistemas em um pré-assentamento em Planaltina/DF. Cadernos de Agroecologia, [S.l.], v. 8, n. 1, nov. 2013. ISSN 2236-7934. Disponível em: <http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/15393>. Acesso em: 01 dec. 2020.
Palavras-chave
reforma agrária; hegemonia; falha metabólica; pré-assentamento; agroecologia
Seção
Artigos